Saiu o cheque. Em cerimônia realizada no Seminário de Educação Fiscal, em Ubiratã, no interior do estado, nesta quinta-feira (17), foram entregues os prêmios para os três grandes sortudos de outubro do Nota Paraná. Neste mês, assim como em maio, junho, agosto e dezembro, o sorteio é especial, com cifras bem mais recheadas. Em outubro, o motivo é a comemoração pelo Dia das Crianças.

+Viu essa? Na semana em que se comemora seu dia, professora ganha maior prêmio do Nota Curitibana

Quem levou a melhor no 47º sorteio do programa foi Sueli Bonato, de Londrina. Ela embolsou os R$ 200 mil do prêmio principal. Os demais sorteados são de Curitiba, ambos homens e que concorreram com apenas 6 notas fiscais emitidas em junho. Dyego Maurílio Zimmer ficou com os R$ 120 mil. Já Roberto Cassimiro Diniz completou o trio dos felizardos engordando a conta em R$ 80 mil. Roberto, aliás, pode se gabar da sorte: foi contemplado logo na primeira vez que participou do sorteio.

Ao todo, o Nota Paraná já devolveu R$ 1,6 bilhão aos usuários. São 2,7 milhões de CPFs e 175 mil estabelecimentos comerciais cadastrados.

+Caçadores! Aniversário do Bar do Alemão tem festa com open bar e open food! Saiba como ter desconto!

Foto: Divulgação/Sesa.
Foto: Divulgação/Sesa.

Como participar do Nota Paraná?

Para receber de volta o dinheiro do ICMS (30%) e participar dos sorteios, é necessário informar o CPF na hora da compra. A cada R$ 50 em compras, o consumidor recebe um cupom. Depois é necessário se cadastrar no site do Nota Paraná.

Como resgatar o dinheiro ou doar a nota?

Desde fevereiro do ano passado, quem for resgatar créditos do programa Nota Paraná para conta bancária tem que pagar pelo serviço, no valor de R$ 1,72.

A cobrança passa a valer a partir da segunda transferência feita pelo usuário no ano, seja pessoa física, jurídica ou entidades sem fins lucrativos cadastradas no programa. Até janeiro de 2018, a taxa do serviço não era repassada ao consumidor.

+Caçadores! A história de Lorenzo, o ‘Bebê de fibra’, vira livro infantil ilustrado

A exceção é o Banco do Brasil, por ser a instituição financeira oficial do estado. Neste caso, correntistas do Banco do Brasil não terão o desconto em qualquer solicitação de crédito.

Se o consumidor não deseja informar seu CPF na nota, é possível doá-la a entidades filantrópicas e assistenciais.

+Viu essa? Adolescente desaparecido é encontrado morto em Curitiba!

Curitibana viaja pra encontrar namorado e acaba internada em estado grave após ‘envenenamento’