Veja o vídeo!

Fala homofóbica de professor da UFPR gera revolta; Universidade promete providências

Prédio histórico da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. Foto: Arquivo/Tribuna do Paraná.

O Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Paraná (DCE-UFPR), representante legal dos alunos com a Instituição, emitiu nota de repúdio à uma fala homofóbica direcionada a um professor de Direito da instituição. O caso ocorreu na última quinta-feira (29), durante a Semana do Calouro do curso de Direito da UFPR.

LEIA MAIS – Briga de torcida no Água Verde assusta moradores; teve quebradeira, fogos de artifício e gritaria!

Em uma parte do vídeo do evento intitulado “Painel 8 – Lançamento do livro “Direito Administrativo em Ação”, transmitido por um canal de YouTube, é possível ouvir o docente afirmando que dois colegas professores, assumidamente gays, estavam “queimando a rosca” e por isso ainda não tinham chegado ao local. Veja o vídeo, na postagem abaixo.

“Uma fala extremamente preconceituosa, homofóbica e inadmissível em uma universidade séria e comprometida com as liberdades individuais, como é a nossa casa, a UFPR. O DCE recebe esta fala com profunda indignação e revolta, e trabalha para que a comunidade acadêmica se sinta segura e fomenta o respeito mútuo e a tolerância, fatores fundamentais para o desenvolvimento do saber e da cidadania. Neste sentido, é inadmissível que presenciemos ainda hoje atitudes preconceituosas, carregadas de deboche, ódio e menosprezo a minorias políticas”, diz o DCE na nota de repúdio.

LEIA AINDA – Obras no asfalto alteram trânsito de rua importante na região Sul de Curitiba

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Diretório Central dos Estudantes da UFPR (@dce_ufpr)

O DEC concluiu a nota se solidarizando com os professores citados. “Nos solidarizamos com os docentes e solicitamos que a coordenação do curso de Direito, bem como a reitoria da Universidade Federal do Paraná tome as medidas administrativas cabíveis e sérias como o caso merece”, concluiu a entidade.

E aí, UFPR?

Também por meio de nota, divulgada no domingo (03), a UFPR comunicou que lamenta a situação, e que está fazendo os encaminhamentos à diretoria disciplinar da instituição seguindo o processo justo. Leia abaixo a nota na íntegra.

“A Universidade Federal do Paraná (UFPR) e sua Faculdade de Direito (Setor de Ciências Jurídicas) reiteram seu compromisso inflexível e inabalável com a inclusão, a igualdade e o respeito à diversidade.

A UFPR é uma instituição que valoriza e promove a diversidade em várias formas, reconhecendo a importância em criar um ambiente de segurança, respeito e acolhimento, livre de homofobia ou quaisquer outras formas de discriminação.

Diante da divulgação dos fatos ocorridos na última quinta-feira, na semana acadêmica do curso de Direito, a UFPR está agindo prontamente, fazendo os encaminhamentos à diretoria disciplinar da instituição, que tomará as providências regimentais, seguindo o devido processo legal e garantindo um processo justo a todos os envolvidos.

A UFPR e sua Faculdade de Direito não compactuam com qualquer forma de violência, seja física, verbal ou simbólica, e seguem e seguirão firmes em sua missão de cultivar um espaço de convivência pautado pela tolerância, pelo diálogo e pelo respeito mútuo, garantindo que esses valores sejam preservados em toda a comunidade universitária”.

Bruno Mars em Curitiba! E não será apenas um show! Preços e ingressos!
Ô Yeah yeahhhh!

Bruno Mars em Curitiba! E não será apenas um show! Preços e ingressos!

Por que a gasolina em Curitiba é mais cara que o resto do Paraná??
Respondido!

Por que a gasolina em Curitiba é mais cara que o resto do Paraná??

Curitibano foi longe demais?? Você provaria esse crepes de pinhão?
Inusitado!

Curitibano foi longe demais?? Você provaria esse crepes de pinhão?

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.