Linha Verde

Megaobra altera o trânsito em Curitiba na região do Trevo do Atuba; veja desvio

Obras na Linha Verde impactam o trânsito na região do Trevo do Atuba. Foto: Vilmar Pivovar/SMOP

Atenção, motoristas! Tem alterações no trânsito na região do Trevo do Atuba (Lote 4.1), a partir da manhã desta sexta-feira (22), causadas pelo avanço nas obras da Linha Verde Norte. Segundo a prefeitura, a passagem de veículos pela via marginal na altura da loja Balaroti (sentido Pinheirinho/Porto Alegre) será desviada para o interior da trincheira, que já recebeu pistas novas.

VIU ESSA? Novo pedágio no Paraná começa a ser cobrado neste sábado; Mas e as obras?

Com essa alteração, quem vem de Colombo ou São Paulo para Curitiba passará agora por dentro da trincheira. Já quem deseja entrar na Avenida Mascarenhas de Moraes (sentido Atuba) poderá acessá-la normalmente, pois não haverá modificações.

A mudança terá reflexo para os motoristas que circulavam na via marginal, por dentro da trincheira, no sentido São Paulo. Os veículos terão de voltar a circular pela via local, em frente ao Assaí Atacadista.

LEIA AINDA – Importante rua de Curitiba fica interditada após árvore despencar em fiação

Os locais estarão sinalizados e haverá orientação de agentes da Superintendência de Trânsito (Setran). Motoristas devem ficar atentos à mudança, cuja previsão é durar cerca de 90 dias.

Na Linha Verde, a velocidade permitida é de 70 km por hora, porém, nos trechos em obras, o limite baixa para 40 km por hora.

Andamento das obras

O desvio é necessário para a continuidade das obras de drenagem e pavimentação do trecho. Com a interrupção aos motoristas, os trabalhos serão executados em um trecho de aproximadamente 460 metros, desde a região do Balaroti até as proximidades do Posto Arabian.

O trecho que receberá as obras é o último que ainda está com pavimento antigo. Com a requalificação do asfalto, toda a extensão do lote 4.1, desde as proximidades do Hospital Vita até o trevo do Atuba, em frente ao Balaroti, será contemplada com asfalto novo.

Com o andamento dos trabalhos em bom ritmo, aproximadamente 95% de todo o pavimento em concreto da faixa que será a canaleta exclusiva do transporte coletivo foi concluído.

Trecho final da Linha Verde

O Lote 4.1 é o trecho final da Linha Verde. O trecho abrange quase 3 km de extensão, desde a altura do Hospital Vita até a concessionária Mercedes/Savana, e receberá as estações Atuba e Solar do transporte coletivo.

Os trabalhos são os mais complexos da intervenção. Incluem as chamadas obras de arte (trincheiras e alças de acesso), terraplanagem, pavimentação, drenagem, paisagismo, sinalização viária, relocação de postes de energia, semaforização e acessibilidade. Também contemplam a infraestrutura para as futuras estações Atuba e Solar.

Trechos entregues

Já foram finalizados e colocados em funcionamento os lotes 3.1 da Linha Verde Norte, do Viaduto da Avenida Victor Ferreira do Amaral até as proximidades do Hospital Vita, com extensão aproximada de 2,46 km, e o 3.2, com extensão de 2,8 km, que inclui a trincheira que liga a Rua Fúlvio José Alice, no Bairro Alto, à Rua Amazonas de Souza Azevedo, no Bacacheri.

Com as duas entregas, 85% do eixo da Linha Verde que serve ao transporte coletivo foram concluídos.

Bruno Mars em Curitiba! E não será apenas um show! Preços e ingressos!
Ô Yeah yeahhhh!

Bruno Mars em Curitiba! E não será apenas um show! Preços e ingressos!

Por que a gasolina em Curitiba é mais cara que o resto do Paraná??
Respondido!

Por que a gasolina em Curitiba é mais cara que o resto do Paraná??

Curitibano foi longe demais?? Você provaria esse crepes de pinhão?
Inusitado!

Curitibano foi longe demais?? Você provaria esse crepes de pinhão?

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.