Todos os clássicos são importantes. Mas, alguns, mesmo que não tenham favoritos, ganham ainda mais relevância. É o caso de jogos como o embate entre Coritiba e Paraná Clube, neste sábado (5), às 16h30, na Vila Capanema. O resultado na partida tem a capacidade de transformar rumos e mudar realidades dos clubes para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. As duas equipes só pensam na vitória pra poder colar no G4. Hoje, o Coxa está em 5º na tabela de classificação, mas a diferença entre os times é de apenas dois pontos.

Por isso, o Coritiba sabe que não terá facilidade alguma, nem mesmo com a escassez de vitórias que o rival atravessa quando atua nos seus domínios. Sentiu na pele a força do Paraná no primeiro turno quando perdeu por 3×2 com o Couto Pereira lotado.

+ Confira a classificação da Série B

A realidade agora é outra. A Série B caminha para a sua reta decisiva e uma vitória na Vila Capanema pode ser um divisor de águas para a sequência do time coxa-branca na segunda divisão. “Acho que quando se ganha um clássico, queira ou não, você passa a ter uma confiança a mais. Para nós, conseguirmos uma vitória lá será muito importante. Depois temos dois jogos em casa e pode fazer a gente chegar no G4 e não sair mais. A vitória no clássico é fundamental”, afirmou o goleiro Rafael Martins, que vai substituir Alex Muralha, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

No primeiro turno, quando conseguiu vencer o Coritiba, no Couto Pereira, o Paraná deu início ao seu melhor momento na Série B deste ano. A partir dali, emplacou cinco vitórias consecutivas e passou a brigar na parte de cima da classificação. O Coxa, agora, quer dar o troco, mas, sobretudo, usar o exemplo do rival para conseguir voltar ao pelotão de frente da Segundona.

“É sempre bom estar pontuando. Temos um jogo muito difícil agora. Jogar um clássico é sempre difícil, é uma caixa de surpresa. A gente não sabe o que vai encontrar do outro lado, mas a gente precisa e quer vencer. Precisamos voltar a ter uma sequência boa de vitórias para que a gente possa conseguir nossos objetivos”, emendou o atacante Robson.

Robson tem sido importante na luta pelo acesso. Foto: Jonathan Campos
Robson tem sido importante na luta pelo acesso. Foto: Jonathan Campos

O caminho para conseguir sair da Vila Capanema com os três pontos, Rafael Martins já tem. “O diferencial é você minimizar os erros. No clássico você não pode errar. Quem menos errar vai conseguir a vitória lá. Isso tudo é questão de estar mais concentrado e mais focado. Tenho certeza que vamos conseguir um bom resultado lá”, garantiu o arqueiro alviverde.

O técnico Jorginho também já falou que o Coritiba vai buscar os três pontos no clássico, mas admitiu que se somar um ponto não será de todo ruim, sobretudo por se tratar de um confronto direto. A vitória será importantíssima, pois além de abrir cinco pontos de vantagem para o próprio Paraná, o Coxa pode entrar no G4 mesmo ainda com uma partida a menos que os demais concorrentes.

“Jogar um clássico é sempre difícil, ainda pela grandeza dos dois clubes. São jogos importantes que teremos pela frente, não apenas o clássico. Precisamos estar focados e bem concentrados para que, no final, a gente possa sair com os três pontos”, arrematou Robson.

Leia mais do Coxa na Tribuna:

+Torcida do Coxa e segurança se estranham após protesto
+ Jorginho já tem a confiança do elenco do Coritiba
+ Substituto de Muralha no Coxa vê clássico com o Paraná o “jogo da vida”
+ Com fim do jejum, Coritiba quer engatar a primeira rumo
+ Paratiba tem duelo entre os artilheiros Jenison e Rodrigão36