Mais dois presos que fugiram da Penitenciária Estadual de Piraquara I, a PEP I, em Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foram recapturados na manhã desta quarta-feira (12). Zaqueu Esquetini e Hélden José Abrantes foram achados em Quatro Barras, também na RMC, mesma cidade onde outros dois homens foram encontrados na noite de terça-feira (11), horas após a fuga.

+Leia mais! Conheça o vira-lata que tem instinto de cão policial! Ele achou um braço e um crânio na RMC!

Nas duas situações, o reforço na segurança é o que fez com que os quatro homens fossem achados. Em ambos os casos, os presos foram recapturados por equipes da Guarda Municipal (GM) de Quatro Barras, que estão atuando fortemente junto com a Polícia Militar (PM) depois que os quase 30 presos fugiram.

Com os novos presos recapturados, agora são 25 os que continuam foragidos. Segundo o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) estão entre os presos que fugiram na ação fortemente armada orquestrada por bandidos.

Entre os homens que continuam foragidos, está Iago Gonçalves, o suspeito da morte do policial civil Marcos Gogola, crime que aconteceu em setembro de 2013 e chocou a cidade de Campo Largo, na RMC. O rapaz já fugiu outra vez e tinha sido recapturado, mas dessa vez foi um dos primeiros que ganhou as ruas.

+Veja mais! Incêndio atinge casa abandonada no bairro Batel, em Curitiba

Além de Iago, também escapou o homem apontado como um dos autores de um crime que ganhou repercussão nacional. Ozélio de Oliveira é apontado como um dos líderes de uma facção criminosa de Roraima, que continuava comandando o esquema daqui do Paraná, e sequestrou Wellington Camargo, irmão dos cantores Zezé Di Camargo e Luciano, em 1998.

Buscas pelos foragidos

A fuga dos presos foi preparada e os bandidos chegaram ao paredão do presídio através do matagal. Justamente por isso os policiais acreditam que os detentos que escaparam ainda não conseguiram ir muito longe, portanto foi reforçado o policiamento na região. A ação dos bandidos, inclusive, foi bem parecida com a que aconteceu no começo de 2017, quando um grupo também planejou e detonou o muro da PEP I.

As forças policiais continuam fazendo buscas na região próxima ao presídio. Além disso, equipes policiais também foram espalhadas por Curitiba para tentar encontrar os bandidos que escaparam. Veja a lista dos foragidos (acima, na galeria, as fotos de todos eles) e, se reconhecer algum deles, denuncie para o 190 ou ainda através do 181:

Daniel Ronaldo Estrela
Fernando Rodrigo Salazar
Jolian Paula das Neves
Jeferson Luiz Macedo da Silva
Leandro da Luz e Souza
Valdeci de Jesus Machado
William Daniel Dias Cabral
Rogério de Paula
Ozelio de Oliveira
Wellinton da Silva Santos
Zaqueu Esquetini (encontrado)
Anderson Cordeiro da Silva
Eduardo Vargas da Silva
Helder José Abrantes (encontrado)
José Luiz Cardoso de Almeida
Carlos de Jesus Juskow (encontrado)
Sidimar Francisco Motta (encontrado)
Davi Guedes Messiano da Silva
Diego Ricardo Ribeiro da Rosa
Luiz Cesar Virmond
Daniel Almeida Campos
Iago Gonçalves
Vanderlei Carlos Xavier de Quadros
Dionatan Alister de Oliveira
Carlos Aparecido Sansiveriano
Michel Messias da Costa
Carlos Alexandre de Lima Gonçalves
Johnes Arlei Queiroz
Leonacel Itamar Monteiro

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Richa foi preso por chefiar quadrilha que desviou mais de R$ 70 mi, diz MP