Sem vencer há sete partidas, o Paraná vai encarar o lanterna da Série B sem poder “vacilar”, de acordo com o técnico Allan Aal. Após o empate em 3×3 com o Cuiabá na última quarta-feira (21), na Arena Pantanal, o treinador projetou o duelo com o Oeste, na próxima rodada.

O time paulista é o último colocado na competição e tem apenas uma única vitória em 17 rodadas, contabilizando quatro empates e doze derrotas.

“Esse jogo contra o Oeste temos que ter muita atenção, cuidado, são em jogos assim que não pode vacilar, achar que já ganhou”, declarou, em entrevista à rádio Banda B.

O duelo será na segunda-feira (26), às 20h, na Vila Capanema e será válido pela 18º rodada da competição. O Tricolor é o atual sétimo colocado na disputa, com 25 pontos.

+ Confira a classificação completa da Série B!

A última vez que a equipe comemorou os três pontos foi no dia 14 de setembro, na vitória por 2×0 sobre o CRB, pela 10ª rodada. Na ocasião o Paraná era o vice-líder. De lá para cá o time caiu drasticamente de posições e está de fora o G4.

Mesmo que o adversário esteja em situação crítica na Segundona, com apenas sete pontos somados até aqui, Aal aposta em uma partida disputada. Ainda assim, o treinador quer confiar que o Tricolor possa se reabilitar e voltar a encontrar o caminho da vitória.

“Vai ser difícil. Uma equipe que vem de derrotas e quer se recuperar na competição, mas por outro lado vamos jogar em casa e precisamos voltar a vencer”, arrematou.

+ Mais do Tricolor:

+ “Parça” de Fabrício, zagueiro chega ao Paraná com objetivo traçado
+ Biteco marca um gol após mais de dois anos e mostra que pode ajudar o Paraná


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?