Autor do terceiro gol do Paraná Clube no empate em 3 x3 com o Cuiabá, o meia-atacante Guilherme Biteco voltou a balançar as redes após dois anos e quatro meses, ao marcar um golaço de voleio, e mostrou que ainda pode ser um diferencial no elenco.

Nos últimos anos, o atleta conviveu com diversas lesões e passou por três cirurgias. O retornou ao Tricolor em 2020, para sua segunda passagem pela Vila Capanema, foi cercado de dúvidas e sem perspectivas, mas agora ele pode se firmar no time.

“É um jogador com qualidade técnica muito grande, com característica diferente da nossa equipe que nos ajuda a ter uma variação maior em campo”, afirmou o técnico Allan Aal, em entrevista à Rádio Banda B.

+ Confira a classificação completa da Série B!

A última vez que Biteco tinha balançado as redes havia sido no dia 4 de julho de 2018, na vitória do Paraná por 2×1 em cima do Fluminense, pelo Brasileirão, na primeira vez que passou pelo clube.

A atuação mais marcante do jogador com a camisa paranista foi em 2017, ano do acesso à Série A. Nesses dois anos, ele atuou apenas 28 vezes e passou por duas cirurgias no tendão de Aquiles nesse período. Quando defendia o Oeste, em 2019, foi submetido a mais uma operação, desta vez no joelho.

“É um jogador que procuramos sempre ter cuidado, trabalhar principalmente o emocional dele para que esqueça as lesões, que faz parte do futebol está no passado”, reforçou o treinador.

Neste ano, Biteco soma seis partidas pelo Paraná e em duas oportunidades começou entre os titulares. Entretanto, não completou os 90 minutos em campo em nenhum dos jogos.

+ Mais do Tricolor:

+ Cristian Toledo: Sem Bressan, Tricolor empata com ataque mais eficiente
+ Operário confirma técnico do acesso do Paraná como novo treinador


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?