O Coritiba demitiu na madrugada deste sábado (16) o técnico Argel Fucks. A gota d’água para a saída do treinador foi a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil, na derrota para a URT por 3×2 na última quinta-feira. O anúncio foi feito através de uma nota oficial, já que a delegação alviverde teve que passar a noite em São Paulo por conta de problemas na volta de Patos de Minas. Para a partida deste domingo (17) contra o FC Cascavel, no Olímpico Regional, pela semifinal da Taça Barcímio Sicupira, o Coxa será treinador pelo auxiliar Matheus Costa.

+ Entenda: Eliminação na Copa do Brasil é um dos maiores vexames da história recente do Coritiba

A queda de Argel mostra a falta de convicção da diretoria do Coritiba, que manifestou fazer com o treinador um trabalho de longo prazo quando da renovação, no final do ano passado. Em 20 de novembro, data da confirmação da permanência do treinador, o presidente Samir Namur disse que o acerto “já estava encaminhado” e o executivo Rodrigo Pastana afirmou que havia “uma confiança mútua” no trabalho.

+ Tiroteio: Jogador do Coxa diz que “faltou vontade” ao time

Mas essa sintonia foi rapidamente se esfacelando. Por mais que o posicionamento oficial fosse de harmonia, havia contestação interna ao perfil de Argel, e os resultados foram complicando ainda mais a situação do treinador. Apesar da classificação para a semifinal da Taça Barcímio Sicupira, a sequência de empates em casa no turno não agradou. Algumas escolhas do técnico também não eram aprovadas.

+ A última entrevista: Após fracasso, Argel lamentou gols perdidos

A crise explodiu com a eliminação precoce na Copa do Brasil diante do lanterna do Campeonato Mineiro – a URT não havia vencido um jogo sequer na temporada e só marcara quatro gols em todo ano. Só contra o Coxa fez três, todos em falhas do sistema defensivo. Ainda na manhã da sexta-feira (15), dirigentes já manifestavam o desejo de demitir Argel.

+ Também na Tribuna: Operário nega empréstimo e Paratiba não tem local

O tumultuado retorno deixou o clima ainda mais tenso. A delegação do Coritiba chegaria no aeroporto Afonso Pena no final da noite da sexta, mas o voo de Belo Horizonte para São Paulo teve atrasos e troca de aeroporto de chegada, o que impediu que o grupo fizesse a escala para Curitiba. Em um hotel em Guarulhos, foi sacramentada a decisão, informada a Argel por Samir Namur e Rodrigo Pastana.

+ Confira os jogos e a classificação do Campeonato Paranaense

O futuro treinador do Coritiba precisará aliar conhecimento na Série B, condições de formar um time competitivo com um orçamento que impede maiores investimentos e a possibilidade de rapidamente se integrar ao clube. Entre os nomes que estão no mercado, o que mais se aproxima deste perfil é Claudio Tencati, ex-Londrina, que segundo fontes já teria um acerto encaminhado com o Coxa – o treinador também interessa ao Botafogo-SP. Segundo a diretoria, o assunto só será tratado depois da partida contra o FC Cascavel.

Leia a nota oficial do Coxa:

O Conselho Administrativo do Coritiba Foot Ball Club anuncia, na noite desta sexta-feira (15), que Argel Fucks não é mais o técnico da equipe alviverde. Quem também deixa o clube é o auxiliar técnico Glebson de Lira (Galeguinho).

Para a partida do próximo domingo (17), diante do Cascavel pela fase semifinal da Taça Barcímio Sicupira, a comissão técnica permanente do Coritiba terá a responsabilidade de conduzir a equipe.

Argel Fucks deixa o comando técnico do Verdão com aproveitamento de 48,1%, com seis vitórias, oito empates e quatro derrotas. O último jogo do treinador no comando da equipe foi na última quinta-feira, contra a URT, na derrota por 3×2 que eliminou o Coxa da Copa do Brasil.

O Coritiba agradece ao serviços prestados pelos dois profissionais e deseja sucesso no sequência de suas carreiras.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!