Uma jovem de 23 anos que namora o suspeito de estupro conhecido como ‘maníaco do Sandero’, foi presa em Curitiba na tarde da última sexta-feira (10). Na casa dela, no bairro Juvevê, os policiais encontraram quatro munições calibre 32. Segundo a Polícia Civil do Paraná (PCPR), as balas apreendidas são do mesmo calibre do revólver que estava com seu parceiro no momento de sua prisão. Esta arma teria sido utilizada nos crimes de estupro consumado e nas tentativas de estupro acontecidas no mês de dezembro de 2019, em Curitiba.

+ Leia ainda: Menina de 5 anos morre 9 dias após ser atingida por portão em Araucária

Além das munições, durante as buscas a polícia também apreendeu cadernos com anotações, documentos e um notebook – que será periciado. A mulher, que não possuía antecedentes criminais, foi autuada em flagrante por posse de irregular de munição. Após sua prisão foi arbitrada fiança no valor de R$ 3 mil. Em audiência de custódia, a justiça homologou o flagrante e manteve o valor de fiança fixado pela PCPR. Até o início da tarde desta segunda-feira (13) a suspeita permanecia presa.

Maníaco do Sandero

Apontado como o “maníaco do Sandero”, pela Polícia Civil, o homem preso na tarde da última quarta-feira (8) em Curitiba, é foragido da justiça de Santa Catarina e vivia em hotéis de Curitiba. O suspeito é condenado por um crime de roubo ocorrido em Santa Catarina no ano de 2009. Em Curitiba, ao menos uma vítima de estupro consumado foi confirmada pela PCPR. Ainda segundo a polícia, três vítimas já reconheceram o suspeito como sendo o autor dos crimes sexuais.

O homem, de 35 anos, foi preso pela Polícia Militar por trafegar com uma arma, uma faca e também com fitas adesivas supostamente utilizadas para prender vítimas que ele estaria atacando.

Na sexta-feira (10) o investigado passou por uma audiência de custódia, e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Assim, deve permanecer preso durante as investigações.