Uma menina de 3 anos sofreu um rasgo na perna e precisou levar mais de 15 pontos após um incidente em uma escada rolante do Ventura Shopping, no bairro Portão, em Curitiba. O caso aconteceu na última quinta-feira (09), exatamente dois meses após um menino de 4 anos sofrer o mesmo ferimento, na mesma escada rolante do shopping e quase perder a vida por isso. No caso da semana passada, a família tinha ido ao shopping para assistir ao filme Fronzen 2, mas o passeio terminou no Hospital do Trabalhador.

“Na descida da escada rolante do shopping aconteceu isso. Estávamos de mãos dadas e de repente travou. Ouvi o grito e ela chorando. Meu marido que estava um degrau abaixo e viu o ferimento. Cobrimos o mais rápido possível, terminamos de descer a escada e correremos em busca de ajuda. Uma pessoa chamou um bombeiro do shopping que prestou os primeiros socorros”, disse Ana Claudia dos Santos, mãe de Yasmin dos Santos de Carvalho, de três anos. Depois, e menina foi encaminhada para o Hospital do Trabalhador, onde passou por uma cirurgia durante a madrugada.

Após quatro dias internada a família recebeu alta e segue nos cuidados do ferimento. Porém, a criança está muito abalada com o que aconteceu. “ Yasmin é uma criança bem ativa. Agora está difícil, ela fica a maior parte do dia deitada. Mudou completamente a nossa rotina. É um trauma enorme. Vai ser bem difícil a partir de agora. Vamos evitar qualquer escada rolante”, contou a mãe. Agora, a menina está tomando antibióticos e remédios para dor. O cuidado maior é para evitar infecção e a necrose do tecido.

Segundo João Carlos Farracha de Castro, advogado que defende as duas famílias, o caso mais recente foi ainda mais grave. “A Yasmin é mais nova e mais magra que o menino. É chocante que isso aconteça novamente na mesma escada rolante do mesmo shopping. Ela foi levada ao Hospital do Trabalhador onde levou mais de 15 pontos. No primeiro caso foram 13 pontos”, disse o advogado.

LEIA+ Menina de 3 anos é encontrada sozinha debaixo de viaduto na Linha Verde

Farracha quer entrar ainda nesta segunda-feira com uma nova denúncia no Ministério Público com o objetivo de evitar que novos casos aconteçam. “Quero fazer um relato deste novo incidente na mesma escada e no mesmo shopping. Espero que esta escada seja interditada”, disse. “O mais chocante é saber que nada foi feito desde o primeiro caso”, ressaltou.

Ana Claudia dos Santos e Paulo César Ferreira de Carvalho, pais da menina que levou mais de 15 pontos na perna após o incidente na escada rolante de shopping. Foto: Gerson Klaina / Tribuna do Paraná

Caso idêntico em novembro

Em novembro de 2019, outro caso semelhante já havia sido registrado no último dia 9 de janeiro, quase tirou a vida de outra criança no Ventura Shopping. Na ocasião, um menino de 4 anos levou 13 pontos na perna após se cortar na escada rolante do centro comercial. “Eu fiquei indignada ao saber deste novo caso, revoltada. Já tinha ocorrido com meu filho e pedimos para arrumarem a escada para que isso não aconteça com mais ninguém. Dois meses depois isso acontecer com outra família é revoltante”, disse Kelen Priscila Machado Buzato, mãe do menino que sofreu os ferimentos em novembro passado.

E aí, shopping?

O Ventura Shopping lamenta o incidente. Em nota, disse que atendeu imediatamente a situação e está prestando assistência à família. O empreendimento reforça que um laudo foi emitido no dia 12 de novembro de 2019 pela empresa responsável pelo equipamento, comprovando as manutenções em dia e atesta as perfeitas condições de uso da escada rolante. A direção do shopping também enfatiza que os padrões de segurança exigidos pelas normas técnicas da ABNT são cumpridas. Mesmo assim, o shopping está solicitando nova avaliação técnica da escada rolante.