Um homem suspeito de ser o “maníaco do sandero”, que teria estuprado e perseguido mulheres em bairros de Curitiba, foi preso por volta das 17h desta quarta-feira (8) na Rua Francisco Torres, próximo à Rodoferroviária, na região central da capital paranaense. A prisão foi efetuada por policiais do serviço reservado do 20º Batalhão da Polícia Militar (PM).

+ Leia mais: Cemitério de bikes: centenas de bicicletas empilhadas incomodam vizinhos em Curitiba

De acordo com informações do capitão Serpa da PM, os policiais avistaram o sandero de cor prata, realizaram a abordagem e a prisão do motorista, que negou ser o responsável pelos abusos.

“No momento da abordagem, o suspeito negou envolvimento com o caso e estava com um visual diferente do descrito pelas vítimas, ele estava com o cabelo cortado e a barba feita. Mas as evidências encontradas no carro indicam que ele seja o autor dos crimes”, diz o capitão.

No veículo havia uma arma calibre 36 com cinco munições, uma faca, um cassetete, um martelo, roupas femininas, além de fita adesiva e lacres plásticos, que poderiam ser usados para amarrar as vítimas. No estofado do carro também foram localizadas manchas que podem se tratar de fluídos corporais. Uma perícia será feita no veículo para verificar as suspeitas.

Reconhecido

Retrato falado do homem apontado como o “maníaco do Sandero”. Foto: Divulgação.

O homem que tem 30 anos e que não teve sua identidade divulgada, é suspeito de tentar abusar de pelo menos seis mulheres. Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a Delegacia da Mulher. Lá, na tarde desta quarta-feira, uma das vítimas fez o reconhecimento do suspeito e da faca encontrada dentro de seu carro.

+ Leia mais: Para evitar faltas, vereador propõe absorventes de graça para alunas de Curitiba

De acordo com a PM, o homem é considerado uma pessoa de alta periculosidade, que usava de violência ao abordar suas vítimas. Agora, a orientação da polícia é de que as demais vítimas compareçam à Delegacia da Mulher, para prestar queixa e formalizar o reconhecimento.

“As vítimas que têm medo ou não querem se identificar podem procurar a delegacia ou buscar informações sobre como agir ligando para o telefone 181”, orienta o capitão Serpa.

O caso

O termo “maníaco do Sandero” surgiu após uma jovem de 19 anos ter sido estuprada por um homem em um veículo Sandero de cor prata, no último dia 19 de dezembro, no bairro Jardim Social, em Curitiba. Na época, ela relatou para a polícia que foi cercada pelo motorista e colocada dentro do carro, no qual ficou por cerca de meia hora, durante os abusos.

Segundo a polícia, o trabalho de busca pelo “maníaco do sandero” foi intensificado nas ruas após várias denúncias chegarem pela Central 190, mas a localização do suspeito era dificultada porque ele trocava frequentemente de carros. O carro que ele usava nesta quarta-feira tinha placas de um veículo de mesmo modelo, furtado na cidade de Tubarão, em Santa Catarina.