Depois de o presidente Michel Temer (MDB) ter pedido, em pronunciamento em rede nacional, o apoio de todos os governadores para que as rodovias bloqueadas por caminhoneiros em todo o país sejam liberadas com o apoio das Forças Armadas, o governo do Paraná emitiu uma nota dizendo que, no Estado, isso não deve acontecer, pois o diálogo deve prevalecer na negociação. Leia a nota na íntegra:

“O Governo do Paraná reforça que tem mantido o diálogo e as negociações com os líderes do movimento dos caminhoneiros desde o início das manifestações.

Na noite de ontem, a Defesa Civil do Estado conseguiu um importante acordo em relação ao trânsito de cargas prioritárias como insumos hospitalares, ração animal, alimentos para hospitais, combustíveis para ambulâncias, policiamento e transporte público, cargas vivas e também para medicamentos e oxigênio para hospitais.

No Estado do Paraná prevalecerá o diálogo.

Neste momento de crise a calma, o bom senso e, principalmente, o bem estar da população devem estar acima dos interesses de setores, que apesar das reivindicações justas, tem o dever de preservar os interesses da maioria da população”.

5º dia de greve dos caminhoneiros teve fogo, paralisação e tanques vazios. Veja como foi!