Com novo sentido

Rua de Curitiba em área movimentadíssima da Linha Verde é liberada ao trânsito

Marginal de Linha Verde, Rua Maria Petroski, no Bacacheri. Foto: Levy Ferreira/SMCS

Localizada em uma região de grande movimento do bairro Bacacheri, a Rua Maria Petroski terá seu acesso à Linha Verde oficialmente liberado para o trânsito na tarde desta quinta-feira (11). A rua, que é uma via marginal, passou por uma requalificação completa e faz parte do pacote de obras da Linha Verde Norte (Lote 4.1).

LEIA AINDA – Show em Curitiba de sensação do pop internacional faz fãs acamparem ao lado de estádio

A partir de agora, os moradores do Conjunto Solar poderão acessar a Linha Verde com mais segurança. Já o acesso da Linha Verde ao bairro ainda não foi liberado, pois o trecho encontra-se em obras. Segundo a prefeitura, a liberação da via ocorre em decorrência da conclusão de 95% de todo o pavimento em concreto da faixa que será a canaleta exclusiva do transporte coletivo. 

Foto: Levy Ferreira/SMCS

VIU ESSA? Bar CanaBenta em Curitiba tem DNA da roça e proteção divina

As melhorias na Rua Maria Petroski alcançaram 700 metros, com serviços de drenagem, nova pavimentação, calçadas e acessibilidade, além de nova alça de acesso, com cerca de 80 metros, da Linha Verde para a Rua Maria Petroski. 

Novo sentido

Além da liberação do acesso do bairro à Linha Verde, a Rua Maria Petroski terá sentido único de circulação a partir das 14h. Segundo a Superintendência de Trânsito (Setran), essa alteração visa proporcionar maior segurança viária e reduzir os conflitos de tráfego na região.

Com essa mudança, a Rua Maria Petroski terá sentido único de circulação da Avenida José Gulin para a Rua Professora Noemi dos Santos. O local já foi devidamente sinalizado com placas e pintura no pavimento.

Foto: Levy Ferreira/SMCS

Lote 4.1

O Lote 4.1 constitui o trecho final da Linha Verde. Esse trecho abrange quase 3 km de extensão, indo desde a altura do Hospital Vita até a concessionária Mercedes/Savana, e contemplará as estações Atuba e Solar do transporte coletivo.

Os trabalhos realizados nesse lote são os mais complexos da intervenção. Incluem as chamadas “obras de arte” (trincheiras e alças de acesso), terraplanagem, pavimentação, drenagem, paisagismo, sinalização viária, relocação de postes de energia, semaforização e acessibilidade. Além disso, abrangem a infraestrutura necessária para as futuras estações Atuba e Solar.

Trechos entregues

Foram finalizados e colocados em funcionamento, na gestão atual, os lotes 3.1 da Linha Verde Norte, do Viaduto da Avenida Victor Ferreira do Amaral até as proximidades do Hospital Vita, com extensão aproximada de 2,46 km; e o 3.2, com extensão de 2,8 km, que inclui a trincheira que liga a Rua Fúlvio José Alice, no Bairro Alto, à Rua Amazonas de Souza Azevedo, no Bacacheri. Com as duas entregas, 85% do eixo da Linha Verde que serve ao transporte coletivo foram concluídos.

Bruno Mars em Curitiba! E não será apenas um show! Preços e ingressos!
Ô Yeah yeahhhh!

Bruno Mars em Curitiba! E não será apenas um show! Preços e ingressos!

Por que a gasolina em Curitiba é mais cara que o resto do Paraná??
Respondido!

Por que a gasolina em Curitiba é mais cara que o resto do Paraná??

Curitibano foi longe demais?? Você provaria esse crepes de pinhão?
Inusitado!

Curitibano foi longe demais?? Você provaria esse crepes de pinhão?

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.