Pintado está de volta à Vila Capanema. Mas, calma paranistas! O treinador vai estar na beira do gramado para comandar o Figueirense, amanhã, às 19h, em duelo válido pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O experiente técnico vai estrear no comando do clube catarinense em um momento de ‘revolução’ da equipe alvinegra.

O Figueira já passou por poucas e boas durante a competição. Por conta de atrasos salariais, o clube catarinense chegou a não entrar em campo no duelo contra o Cuiabá, no dia 20 de agosto, pela 17ª rodada, perdendo o jogo por W.O. Com os bastidores tumultuados, o Alvinegro ficou 18 jogos sem vencer, caindo da 6ª colocação para a lanterna.

+ Leia mais: Paraná Clube aposta na Vila pra subir, mas média de público tem sido baixa

No entanto, o vento parece ter virado a favor do próximo adversário do Tricolor. São três partidas de invencibilidade, com dois empates fora de casa e uma vitória surpreendente contra o América-MG, no estádio Orlando Scarpelli. Os resultados fizeram com que o Figueirense jogasse a bomba da última colocação para o São Bento. Hoje, quatro pontos separam o time do primeiro clube fora da zona do rebaixamento.

+ Leia também: Jhemerson ressurge no Paraná e quer se firmar no time

Neste embalo, o Figueira chega a Curitiba com a presença de Pintado no comando pela primeira vez, após 11 anos. O treinador já passou pelos lados de Floripa um ano após ter estado à frente do Paraná Clube. Aliás, no Tricolor, Pintado não deixou saudades. Foram apenas nove partidas sob o seu comando, com duas vitórias, quatro empates e três derrotas no ano do rebaixamento paranista (2007).

+ Confira a classificação completa da Série B!

A missão de Pintado no Figueirense é bem clara. Evitar uma tragédia, que seria o rebaixamento do clube para a Série C do Campeonato Brasileiro. E isso não é novidade para o técnico. Em 2008, ele tinha o mesmo objetivo no Alvinegro. E fez bonito. Foram três vitórias em três jogos. Porém, não foi o suficiente para fazer com que o Figueira não caísse para a Série B.

Para superar essa reviravolta do Figueira, o Paraná aposta na Vila Capanema. Serão cinco jogos no Durival Britto até o final da Série B e os triunfos em sua casa serão fundamentais para que o Tricolor estraçalhe a sua grande meta na temporada, que é o acesso à elite do futebol brasileiro.

Leia mais:

+ Judivan comemora volta por cima em noite inesquecível
+ Matheus Costa aprova atuação do Tricolor contra o Brasil-RS