Samir Namur apresentou o técnico Rodrigo Santana. Foto: Divulgação/Coritiba

O presidente do Coritiba, Samir Namur, apresentou oficialmente o novo técnico do clube nesta terça-feira (3), em coletiva de imprensa virtual. E o reflexo imediato do trabalho do técnico Rodrigo Santana pode pesar na continuidade ou não do dirigente à frente da administração coxa-branca.

Com eleições programadas para 12 de dezembro, Samir é candidato à reeleição no bate-chapa contra João Carlos Vialle, da União Coxa, e Renato Follador, da Coritiba Ideal. Após o primeiro turno, o Alviverde é o 17º colocado, com 19 pontos.

“Evidente que os resultados imediatos de campo influenciam o humor político do torcedor, do sócio, principalmente de quem vai votar. Temos perfeitamente essa ciência que bons resultados na sequência podem influenciar a meu favor, maus resultados talvez influenciem contra”, admitiu Samir.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

No entanto, o mandatário, eleito em dezembro de 2017, exaltou o trabalho realizado por seu grupo político nos bastidores, citando “bons legados” para o Coxa. E destacou a necessidade de continuidade dentro de um processo de longo prazo.

“No fundo a decisão do eleitor acaba sendo uma mistura de todos esses aspectos, mas concordo que os resultados de campo vão ser, sim, importantes”, completou o presidente.

Contrato apenas até o fim do Brasileiro foi “obrigação ética”

O contrato de Rodrigo Santana, que vai até o fim do Brasileirão, em fevereiro de 2021, também foi explicado por Samir. Segundo ele, o vínculo curto era uma “obrigação ética” para minimizar o ônus ao clube.

“Não é que não se confie no profissional para que ele continue depois, mas de fato o resultado da eleição é imprevisível e temos que considerar este fator”, declarou o dirigente, que revelou que a vinda do treinador de 38 anos passou por uma indicação do empresário do zagueiro Sabino.

“Era um profissional que estava no nosso radar em outros momentos, mas especialmente neste momento tivemos a indicação mais específica de um profissional do futebol que desenvolveu relação de confiança, que é o empresário do Sabino (Luis Taveira), então ele nos indicou. Convidamos o Rodrigo para vir a Curitiba, o entrevistamos e foi uma conversa muito boa, muito animadora”, falou.

Confira a entrevista coletiva completa:

+ Mais do Coxa:

+ Coritiba se solidariza e condena caso de “estupro culposo”
+ Pachequinho garante que não pensou em assumir o Coritiba
+ Jogadores que chegaram como grandes contratações, mas estão encostados no Trio de Ferro


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?