Sem Kleber, uma das referência do time e agora punido com 15 jogos de suspensão, o Coritiba pode comemorar a volta do meio-campista Anderson. O jogador já treina normalmente com o elenco e pode ser opção para o jogo de domingo (2), às 19h, contra o Vasco da Gama, na Vila Capanema, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogador se lesionou ainda na estreia no Brasileirão, no triunfo por 4×1, contra o Atlético-GO, no Couto Pereira. Logo aos 17 minutos daquele jogo, o atleta sentiu e foi substituído por Tomás Bastos, que acabou sendo o nome do jogo e marcando dois gols.

A bateria de exames detectou uma lesão de grau 2 na coxa direita e a previsão era ficar fora por, pelo menos, um mês. E foi aproximadamente isso que aconteceu. Fora de combate há 40 dias, Anderson participou das atividades no meio da semana e aguarda o aval do departamento médico para ficar à disposição da comissão técnica no final de semana.

Caso seu retorno seja viável, o meia disputará posição com Tiago Real. O volante Alan Santos, com um problema muscular, não tem condições de jogo e já foi vetado. Assim, Jonas e Matheus Galdezani formarão a dupla de volantes.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

Assediado pelo exterior há um mês, Anderson garantiu que permanece no Alto da Glória até o final do ano, prazo do seu contrato de empréstimo junto ao Internacional. Em entrevista à imprensa gaúcha no início da semana, entretanto, o jogador reabriu a possibilidade de deixar o Coxa. O salário do atleta é de R$ 400 mil mensais, divididos em 50% por Colorado e Verdão.

“Eu estava para sair do Coritiba um mês atrás. E estão me chamando ainda. A Turquia tem me procurado e Portugal também. O Inter tem 80% do meu passe e eu tenho 10. Os outros 10 são do Jorge (Mendes, empresário). Se for uma coisa bacana para todo mundo, até o Coritiba ganha uma beirada, se eu for vendido, pela vitrine”, afirmou o meia, sem falar do percentual do time paranaense.