O atacante Kleber foi punido com 15 jogos na noite desta quarta-feira (28), em julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJD), no Rio de Janeiro, em sessão da Terceira Comissão Disciplinar. A pena é decorrente da confusão envolvendo o volante Edson, do Bahia, em jogo do Coritiba válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, no último dia 15 de junho e que acabou 0x0.

Como já cumpriu três partidas, uma pela automática do cartão vermelho e mais duas pela suspensão preventiva. Assim, o atleta ainda tem mais 12 rodadas para cumprir. A decisão cabe recurso e o departamento jurídico do Coxa já tentará nesta quinta-feira (29) um efeito suspensivo para que Kléber possa jogar enquanto o Pleno do STJD não julgar o caso novamente.

Kleber foi denunciado por dupla agressão física, respondendo duas vezes ao artigo 254-A, e por cuspir no jogador do time baiano, no artigo 254-B. Cada infração previa até 12 jogos de suspensão. A Procuradoria mostrou vídeos para ilustrar a denúncia.

Em sua defesa, o centroavante alegou problemas pessoais na semana para o seu tipo de comportamento e disse que os rivais sempre o provocam antes, além de explicar que o próprio clube o puniu financeiramente. Ele ainda protestou ao falar que seus julgamentos são diferentes dos demais companheiros de profissão. O atleta estava acompanhado do executivo de futebol, Alex Brasil, que também prestou depoimento.

O atacante já havia recebido suspensão preventiva na última terça-feira, além da suspensão automática no jogo contra o Corinthians, pelo cartão vermelho. Kleber já ficou de fora das partidas contra o Grêmio e o Cruzeiro.

Polêmica

Apesar de não ter relação com o julgamento, sendo uma pergunta fora do contexto, o atacante do Coxa foi perguntado sobre estar com os salários em dia no Coritiba. O atleta optou por não responder o questionamento.