Se não bastasse a derrota sofrida no clássico contra o Paraná Clube, na Vila Capanema, os jogadores do Coritiba foram alvo de uma polêmica após o jogo, no último sábado (5). Fotos circularam nas redes sociais de alguns jogadores que, horas após o Paratiba, foram vistos em um festival sertanejo em Curitiba. Na reapresentação do elenco, no domingo, os atletas foram bastante cobrados em uma reunião envolvendo o técnico Jorginho e o executivo de futebol, Rodrigo Pastana.

+ Confira a classificação da Série B

Os jogadores vistos na balada após o clássico foram o zagueiro Walisson Maia, o meia Giovanni, o meia-atacante Rafinha, além dos atacantes Robson, Igor Jesus e Wellissol. Além da reunião com o treinador e com o dirigente, esses atletas foram cobrados por outros integrantes do elenco do Coritiba.

O goleiro Alex Muralha, que não estava envolvido no episódio, comentou sobre a repercussão desse acontecimento. O experiente arqueiro alviverde garantiu que tudo foi resolvido e que o grupo está comprometido para buscar um resultado positivo diante do Guarani, nesta terça-feira (8), às 19h15, no Couto Pereira.

“Em relação ao que ocorreu, é uma situação interna. Ontem (domingo) teve uma conversa muito séria com o Jorginho e com o Pastana. Foi resolvido entre nós. Estão todos comprometidos para esse grande desafio de amanhã e cabe a nós mudar a situação. Só depende de nós, com muita seriedade, cabeça boa. Vamos receber críticas sim, não só por causa da derrota para o clássico, mas pelo acontecimento que houve depois. Amanhã tem jogo e vamos mudar a história novamente”, concluiu Muralha.

Leia mais:

+ Coxa começa semana pressionado
+ Zagueiro vai à Justiça contra o Coritiba
+ Alviverde lamenta desatenção na derrota