O Coritiba voltou a oscilar, errou demais, perdeu o clássico para o Paraná Clube por 2×0, na tarde de sábado (5), na Vila Capanema, e jogou fora a chance de entrar novamente no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. O time coxa-branca foi presa fácil para o Tricolor, pecando pelo péssimo início de partida. O zagueiro Sabino classificou como horrível a apresentação do Alviverde na segunda derrota sofrida para o rival na segunda divisão.

“Entramos sabendo que eles tinham os primeiros 15 minutos fortes e intensos. Entramos moles, mais uma vez, mas agora é esquecer e trabalhar para fazer um bom jogo no Couto, terça-feira, contra o Criciúma”, lamentou o defensor.

+ Confusão na torcida do Coxa paralisa clássico por 20 minutos

O duelo foi bastante disputado. O Paraná, depois de abrir 2×0 nos primeiros 15 minutos, praticamente não atacou mais. O Coritiba, ao natural, se atirou para cima, mas teve muitas dificuldades. Até criou algumas chances e, para o lateral-direito Diogo Mateus, o empate seria o resultado mais justo.

“O segundo tempo foi nosso. Foram duas bolas ali em cima da linha. Pagamos o preço pelos primeiros 15 minutos de desatenção. Infelizmente, faz parte do futebol. Ninguém entra para tomar gol, para acontecer o que acontecer. É ter cabeça no lugar e continuar nosso trabalho”, emendou.

+ Confira a classificação completa da Série B!

O atacante Rodrigão passou em branco mais uma vez. Pior, voltou a jogar mal e minimizou o momento de instabilidade do Coxa na Série B. “O momento ruim é vocês que falam. Para nós não é momento ruim, é futebol. Entramos displicentes no jogo. Foram dois gols em 15 minutos. Temos que esquecer isso. Tem jogo terça. É ter cabeça fria, todo mundo fazer uma autocrítica e conseguir os três pontos na terça-feira”, concluiu o camisa 9.