Quando entrar em campo neste sábado (5), às 16h30, na Vila Capanema, para enfrentar o Paraná Clube, o Coritiba sabe que pode dar mais um passo na busca pelo tão sonhado retorno à primeira divisão. Apesar de o segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro estar ainda no início, o time sabe da importância de vencer o clássico Paratiba no torneio. Tanto para subir na classificação e voltar a figurar no G4 da Segundona, quanto para ganhar mais confiança para a reta decisiva da competição nacional.

Os grandes clássicos, na verdade, têm esse efeito. É o tipo de jogo considerado um divisor de águas na luta pelo acesso. Já conseguirá deixar para trás um concorrente e, ainda com uma partida a menos que os demais concorrentes, o Coritiba pode voltar a brigar definitivamente na parte de cima da classificação da Série B.

+ Confira a classificação da Série B

Será apenas o segundo jogo do técnico Jorginho no comando do Coritiba. Ele é o terceiro treinador do clube na temporada. Na sua estreia, o time teve dificuldades, mas conseguiu vencer o América-MG, no Couto Pereira. Não foi um primor técnico, mas a conquista dos três pontos foi muito mais importante do que qualquer boa atuação.

Acabou ali a pior sequência do Verdão na Segundona deste ano. Foram seis jogos sem vitórias e quatro derrotas seguidas. Com um pouco mais tranquilidade para trabalhar visando o clássico Paratiba, o Coritiba sabe que não pode mais oscilar. Chegou o momento decisivo na Série B, onde qualquer erro pode ser fatal para as pretensões do time alviverde de conseguir voltar a figurar na elite do futebol brasileiro.

Para isso, terá que ter mais regularidade. Não apenas nos resultados, mas também nas suas atuações. Ter apresentações mais consistentes é meio caminho andado para conseguir a pontuação necessária e buscar o acesso à primeira divisão. Talvez esse seja o grande desafio do técnico Jorginho, que tem pela frente seu primeiro clássico com a camisa alviverde.

O treinador, na verdade, tem pouco mais de uma semana de trabalho. Está ainda tentando dar a sua cara ao Coritiba. Pelo menos em atitude, o Coxa já deu uma resposta positiva na vitória sobre o América-MG. Mas será preciso mais. Mais tática, técnica e, sobretudo mais organização para conseguir passar pelo Paraná Clube, fora de casa e voltar ao pelotão de frente na classificação da segunda divisão.

No clássico de amanhã, o Coritiba de Jorginho será, de fato, colocado em teste. Vai enfrentar um adversário que joga em casa e que, apesar de não ter um grande rendimento na Vila Capanema, vai entrar em campo com aquele algo a mais que somente os clássicos proporcionam. A pressão é grande tanto do lado alviverde, quanto do lado paranista. A certeza, então, é de que o time coxa-branca terá que jogar muito mais do que nas últimas partidas para conseguir voltar pro Alto da Glória com pontos na bagagem.

Leia mais:

+ Meias podem ser decisivos no clássico Paratiba
+ Coxa está perto de contratar zagueiro do Fortaleza
+ Coritiba quer se livrar de sina contra o Tricolor