O clássico entre Paraná Clube e Coritiba, que acontece neste sábado (5), às 16h30, na Vila Capanema, poderá evidenciar a eficiência do setor de meio-campo das equipes. Jogadores que tiveram momentos de altos e baixos até aqui em seus times, Fernando Neto e Giovanni terão a chance de mostrar que podem ser peças importantes no elenco.

Os dois chegaram aos seus respectivos clubes nesta temporada e iniciaram sua trajetória no Campeonato Paranaense. Ambos conviveram com lesões e precisaram se afastar do time, assim como também ficaram no banco de reservas em alguns momentos por opção dos treinadores. No primeiro encontro entre as equipes na Série B, que aconteceu no dia 8 de junho e terminou com vitória por 3×2 para o Tricolor, os dois estiveram em campo, mas em situações diferentes e não chegaram a se encontrar dentro das quatro linhas.

Giovanni tem 25 anos, soma 32 jogos com a camisa do Coxa e teve seu melhor momento no Estadual, quando assinalou dois gols na competição. No Paratiba do primeiro turno, o camisa 10 iniciou entre os titulares, mas foi substituído por Wellington Júnior logo na volta do intervalo por conta de lesão.

+ Já ouviu o podcast sobre os técnicos do futebol paranaense?

A presença no departamento médico, aliás, tem sido frequente neste ano. Além de um período fora do time após o clássico, desfalcando a equipe por duas semanas, ele já tinha ficado de fora na estreia diante da Ponte Preta. No Paranaense também precisou se ausentar justamente na final da Taça Dirceu Krüger, diante do Athletico. O meia, que foi contratado com a esperança de ser um grande camisa 10 nesta temporada, chegou a ter seu retorno ao Goiás cogitado no final de agosto, após não ter de fato se fixado como unanimidade no time.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Já Fernando Neto, de 26 anos, contabiliza 27 partidas pelo time paranista. Titular absoluto do Paraná ao longo do Campeonato Paranaense, com o técnico Dado Cavalcanti, o jogador perdeu seu espaço com a chegada de Matheus Costa. Na ocasião, o atleta realmente estava tratando uma lesão e não estava disponível, mas assim que se recuperou precisou ganhar a confiança do treinador para ser relacionado. A torcida pediu muito a presença do jogador no time e o comandante tricolor, aos poucos, deu chances para que Fernando Neto mostrasse suas habilidades.

Versátil, ele pode atuar como meia ou volante e já foi testado nas duas funções, mas tem ocupado uma posição mais recuada nas últimas partidas, para dar espaço a Vitinho no meio. O atleta também soma dois gols marcados até aqui, diante de Brasil de Pelotas e São Bento. No primeiro duelo com o Coxa pela Série B, entrou em campo aos 33 minutos da segunda etapa, no lugar de João Pedro.

O Paratiba poderá ser um jogo marcante para que os jogadores possam mostrar o porque podem – e devem – seguir em suas equipes. De preferência, sendo decisivos na busca por uma vitória em campo.

Leia mais:

+ Quem vence o Paratiba das finanças?
+ Paratiba terá duelo entre goleiros em fases diferentes
+ Clássico coloca frente a frente artilheiros Rodrigão e Jenison