Coritiba e Bragantino foram os últimos clubes do Brasileirão a assinar contrato de transmissão com a Globo. Na última semana, o time paulista vendeu os direitos de tv aberta, fechada (Sportv) e pay-per-view (Premiere). O contrato é até 2024 e, inicialmente, o Bragantino vai receber R$ 22 milhões. No final do campeonato serão acrescidos os valores por jogo transmitido na tevê aberta mais bônus por classificação.

Assim como o “novo rico” do país, o Coxa, que sofre uma crise financeira, acertou recentemente com a Globo, só que com valor e modelo diferente: R$ 20 milhões, sem nenhuma cota adicional e contrato só até o final da Série A. Mas, por que a diferença? Vamos por pontos.

Primeiro, o Alviverde não pode fechar o pacote completo com a Globo porque está vinculado na tv fechada com a Turner, que busca romper o trato com seus oito clubes parceiros. Desta forma, a proposta tradicional incluiria apenas tv aberta e pay-per-view, que seria de R$ 12 milhões fixo + R$1,2 milhões por jogo transmitido na tv aberta.

Segundo, porque o Coritiba tem eleições no final do ano. No entendimento da atual diretoria, um contrato curto, sem amarras futuras, é a melhor opção para não prender o próximo presidente do clube a um acordo longo.

Terceiro: a previsão de cotas variáveis do Alviverde não é lá muito otimista. Se for rebaixado, por exemplo, o clube não ganha bônus por classificação. Se escapar da queda, o bônus terá um redutor da Globo por conta do contrato com a Turner. O Ceará, que também tem contrato com Globo e Turner, recebeu apenas R$ 6,1 milhões pela 16ª posição na Série A 2019.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Ainda sobre cotas variáveis, o Coritiba não tem uma expectativa de ter muitos jogos transmitidos na tv aberta. A cota paga por partida é de R$ 1,2 milhões, em valores brutos. Porém, nas dez primeiras rodadas, apenas duas terão transmissão do Alviverde.

Em uma projeção para toda a competição, dificilmente o clube conseguiria atingir dez jogos televisionados na tv aberta, o que diminuiria ainda mais a projeção de ganhos da equipe paranaense.

+ Mais do Coxa:

+ Coritiba ainda não pode contar com o atacante Neílton
+ Barroca lamenta série de desfalques na derrota pro Internacional


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?