Aos 30 anos, o goleiro Alex Muralha está a um jogo de confirmar sua retomada na carreira. O Coritiba precisa de apenas um empate contra o Vitória no sábado, em Salvador, para garantir o acesso à Série A, após dois anos na Série B.

“Está sendo um ano especial para mim no Coritiba. Um ano de recomeço. Eu passei por algumas dificuldades no futebol, mas Deus me deu forças para continuar e trabalhar. Esse acesso vai significar uma vitória muito grande na minha carreira”, afirmou ele.

Contratado em março, Muralha chegou ao Alto da Glória com muita desconfiança após más atuações pelo Flamengo em 2017 e uma passagem sem brilho no Japão, no ano passado. A chance de redenção, entretanto, foi agarrada.

Reserva de Wilson, o goleiro aproveitou as duas oportunidades que teve com a camisa alviverde. A primeira aconteceu durante o Estadual, com boas atuações e somente três gols sofridos em sete jogos depois da contusão do colega.

Na segunda divisão, após nova lesão de Wilson, o arqueiro assumiu a posição na décima rodada, durante o jogo contra o São Bento, e não saiu mais. O então técnico Umberto Louzer deu continuidade a ele mesmo após a recuperação do ídolo coxa-branca, que decidiu se transferir para o Atlético-MG por empréstimo.

É bem verdade que o goleiro viveu uma certa irregularidade, assim como o time, durante a competição. Louzer foi demitido no final de setembro e Jorginho assumiu a equipe. O Coxa, mesmo sem um futebol vistoso, recuperou a confiança e está há doze jogos sem perder, com sete vitórias e cinco empates.

“Nosso clube foi colocado à prova diversas vezes. Toda vez que precisou, a gente correspondeu. Essa semana não pode faltar alegria, entusiasmo de estar aqui trabalhando. A gente está focado ao extremo, porque é uma coisa muito importante para o clube. Nós não ganhamos ainda e no futebol podem acontecer muitas coisas”, avaliou.

Muralha tem 34 jogos pelo Verdão em 2019, com 18 vitórias, 11 empates e cinco derrotas. Na Série B, ele não foi vazado em 12 confrontos e tem uma média de 0,8 gols sofridos por partida.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Com contrato de empréstimo até o fim da competição, o goleiro tem vínculo com o Flamengo até o final de 2020. O camisa 23 disse que tem interesse em continuar no Coritiba, mas ainda depende de subir para a elite do futebol brasileiro. Vale lembrar que Wilson também retorna do Galo com o término da Série A.

“A grande maioria não sabe o que vai acontecer no ano que vem, a gente precisa concretizar o nosso acesso primeiro. A minha permanência ou não no clube dependem do acesso e de outras situações. Ficaria muito grato se tivesse a oportunidade de permanecer aqui. Estamos fazendo de tudo para sermos felizes no sábado”, finalizou.

Mais do Coxa:

+ Coritiba vai com força máxima pro jogo contra o Vitória
+ Igor Jesus será o homem de referência do Coritiba em Salvador