Há exatamente um ano, a torcida do Athletico se preparava para explodir de emoção. Na noite do dia 18 de setembro de 2019, o Furacão derrotou o Internacional por 2×1 no Beira-Rio e conquistou seu primeiro título da Copa do Brasil na história.

Até chegar àquela final, o Rubro-Negro superou Fortaleza, Flamengo e Grêmio, em duelos emocionantes, decididos no final ou nos pênaltis, o que coroou ainda mais aquela conquista, repleta de emoção e de belas jogadas.

No entanto, até a partida e depois a comemoração, o Athletico passou por dificuldades, como as horas em que ficou preso no avião no aeroporto em Porto Alegre por conta do mau tempo. Ingredientes a mais para a tão merecida vibração no estádio

+ Relembre o pôster do Athletico campeão da Copa do Brasil

Os atleticanos que foram até Porto Alegre calaram os donos da casa. Já com a vantagem de ter vencido na Arena por 1×0, os torcedores do Athletico não pararam de incentivar o time um minuto sequer. Após o gol de Rony, em bela jogada de Marcelo Cirino, o Beira-Rio virou rubro-negro e os torcedores fizeram a festa, que parecia não ter fim.

O inesquecível drible de Marcelo Cirino na final no Beira-Rio. Foto: Albari Rosa/Arquivo

Em campo, muitos jogadores também não se continham. Alguns, aproveitaram o momento para extravasar e até desabafar. Entre eles, o técnico Tiago Nunes, que com o título caiu de vez nas graças dos torcedores, se tornando um dos mais ovacionados.

Outros que foram reverenciados foram Léo Cittadini, que se tornou um herói improvável, fazendo gol na semifinal e também na decisão, e os experientes gringos, que fizeram a diferença ao longo da campanha.

+ Relembre os memes da final da Copa do Brasil

Pouco tempo depois do final do jogo, muitos atleticanos tomaram conta das ruas de Curitiba, principalmente dos arredores da Arena, para comemorar. Mas a festa ficou completa na manhã do dia seguinte, quando a delegação do Furacão desembarcou e foi de carreata até o estádio. Horas e horas de muita alegria.

Torcida fez a festa com os jogadores na Arena. Foto: Hamilton Bruschz/Arquivo

Da chegada do time até o último torcedor a ir embora da Arena foram mais de seis horas de vibração, relembrando a conquista do Brasileirão em 2001. Embora fosse uma quinta-feira à tarde, todos deram um jeito de chegar perto dos atletas, tirar uma foto, tudo que fosse possível.

+ Relembre: Uma aventura gaúcha: a final da Copa do Brasil é o assunto do podcast De Letra

Uma alegria que contagiou não só atleticanos, mas também os jogadores. Um dos mais empolgados era o volante Bruno Guimarães, que aproveitou o momento para provocar os rivais e cair ainda mais nas graças da torcida.

+ Mais do Furacão:

+ Apesar da rescisão, Marquinhos Gabriel ainda recebe salário do Athletico
+ Eduardo Barros aguarda voto de confiança da diretoria do Athletico


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?