Direto do Chile – Aos poucos, Adriano vai se adaptando ao Athletico e reencontrando o seu bom futebol. O atleta, que chegou ao clube no passado, precisou, aos 35 anos, mudar um pouco suas características.

Lateral-esquerdo por praticamente toda a carreira, passou a jogar na direita, diante da necessidade do Furacão. Em 2020 foram três jogos na posição, com boas atuações, mudando um pocuo a imagem deixada em 2019.

“Hoje (contra o Colo-Colo) eu me encontrei bem melhor do que no jogo contra o Peñarol e estou em busca desse ritmo. No ano passado tive muitas dificuldades, mas agora tive uma pré-temporada muito boa e é ter continuidade para evoluir mais e ter sempre no segundo tempo o mesmo ritmo do primeiro”, afirmou.

Na última temporada, Adriano chegou com o Campeonato Brasileiro em andamento, vindo de férias do futebol europeu, onde estava desde 2004. Quando estava entrando em forma, sofreu com lesões que o tiraram de campo por um bom tempo. Até por isso, em 2019 foram apenas 11 jogos.

Agora, começou praticamente do zero, junto com todo o grupo, inclusive com o técnico Dorival Júnior. Para o lateral, o time ainda está se encontrando nessa forma de jogar e aponta uma evolução coletiva.

“O trabalho está sendo bem feito. Já temos dois meses no comando do Dorival, estamos assimilando o que ele tem nos passado, estamos melhorando em alguns aspectos. Temos que continuar confiantes. O trabalho está sendo bem feito”, concluiu o jogador.

+ Mais do Furacão:

+ Paisagem do estádio, provocações da torcida e ‘silêncio’ agitaram jogo do Athletico no Chile
+ Augusto Mafuz: Athletico foi melancólico no Chile; Petraglia não pode vender esperanças
+ Cristian Toledo: Colo-Colo 1×0 Athletico: faltou o Bruno Guimarães
+ Dorival Júnior elogia atuação do Athletico, mas dispara contra arbitragem
+ Jandrei é expulso após derrota do Athetico e critica postura da arbitragem
+ Athletico leva gol no começo e perde para o Colo-Colo no Chile