Fim de ano é época de Natal, festas e de casa decorada. Mas quem tem crianças e animais de estimação precisa ficar atento para que os enfeites não se transformem em verdadeiras armadilhas, que possam provocar acidentes ou ferimentos, entre uma brincadeira e outra da “turminha”. Confira então, algumas dicas que podem ajudar sua família a ter um Natal feliz e seguro.

+ Leia mais? Cachorros sentem ciúmes como as crianças pequenas

1. Entre os principais cuidados está tirar do alcance dos pets e das crianças os objetos que possam cortar, quebrar ou arranhar. Gatos, por exemplo, costumas gostar de brincar com as bolas da árvore, por isso, evite as que são feitas de vidro.

2. Se luzes pisca-pisca forem instaladas na árvore de Natal, verifique se a fiação em bom estado e proteja o fio e a tomada, para evitar choques. E que tal passar tudo por baixo de um tapete? Também evite o uso de T’s, extensões e nunca deixe as luzes acessas sem a supervisão de um adulto responsável.

3. Velas são outros itens decorativos que causam um lindo efeito, mas que podem provocar graves acidentes e acabar com o clima festivo. Neste caso, mais uma vez, o ideal é deixar as velas em locais onde os animais não consigam colocar suas patinhas ou focinhos curiosos.

+ Opinião: O cachorro do Carrefour e a crueldade humana

4. Objetos pequenos que possam cair da árvore e ser engolidos também devem ser colocados com cuidados na decoração. Ingerir corpos estranhos costuma ser uma queixa frequente nas clínicas veterinárias. Isso também vale para enfeites que imitam doces, alimentos ou brinquedos, que podem chamar ainda mais a atenção dos animais.

5. Tradição de Natal, deixar presentes embaixo da árvore pode ser arriscado. Seu pet pode se ferir comendo partes de um presente ou te deixar chateado ao destruir a lembrança que um de seus parentes ganharia. Se seu cachorro for muito curioso, deixe para colocar os presentes sob a árvore no dia 24, pouco antes da chegada de toda a família.

6. No dia da festa, evite dar ossos do peru, uva (normal e passas), alimentos gordurosos, cebola, chocolate e outros quitutes que podem fazer seu cachorro ou gato passar mal, e você, ter que correr para a emergência de uma clínica veterinária.

+ Leia mais: 10 dicas para deixar seu cachorro mais feliz

7. Ainda na véspera de Natal, separe um cantinho tranquilo para o pet ficar. Deixe água, comida e a cobertinha dele (ou uma roupa velha sua). Deixar o cão bem acomodado pode evitar que ele se estresse com as visitas e pessoas estranhas que estão na casa. Outra coisa que incomoda e assusta os animais são os fogos de artifício. Se puder, evite-os!

8. Fique de olho! Já ouviu aquela expressão que animais e crianças quando estão quietos demais, geralmente estão aprontado? Muitas vezes isto corresponde à realidade. Para não ter surpresas desagradáveis e proteger seus filhos e pets, mantenha uma supervisão constante!

E você tem algum outro cuidado especial com seus filhos humanos ou “de quatro patas” durante as festas de fim de ano?

Quer contar uma história com seu pet, sugerir um tema ou publicar a foto de um animal disponível para adoção? Escreva para gente: animal@tribunadoparana.com.br

Adoção responsável

Adoção responsável: Victor tem quatro anos e porte médio. Muito calmo e amoroso, este menino lindo está castrado e vacinado, pronto para conhecer sua nova família. Para adotá-lo fale com a Chris da SOS AnimAU Curitiba (41) 99504-3891. Foto: Divulgação
Victor tem quatro anos e porte médio. Muito calmo e amoroso, este menino lindo está castrado e vacinado, pronto para conhecer sua nova família. Para adotá-lo fale com a Chris da SOS AnimAU Curitiba (41) 99504-3891. Foto: Divulgação

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Foto com o Papai Noel? Saiba onde levar seu cachorro pra conhecer o bom velhinho!