O vigia César Aparecido da Costa, 33 anos, foi encontrado morto dentro da marmoraria em que trabalhava, em Piraquara. Ele foi vítima de espancamento no domingo.

A empresa fica na Rua João Biss, na Planta Deodoro, mesmo bairro onde o vigia residia. O carro de César foi encontrado pouco depois nas proximidades. Segundo apurou o delegado Osmar Feijó, César saiu para trabalhar, no domingo, por volta das 7h, e não deu notícias à família, como de costume.

A esposa foi procurá-lo por volta das 16h e o encontrou morto. A família estranhou o corpo ter sido encontrado nos fundos da marmoraria, por onde César não costumava andar.

Arma

Feijó constatou que não havia sinais de arrombamento na empresa. Uma testemunha comentou, no local de crime, que viu um Palio de cor escura, mas não deu detalhes.

Do carro da vítima, localizado pouco depois, nada foi levado. Para o delegado, o caso parece mais acerto de contas. Feijó vai verificar onde está a arma que pertencia a César.