Suspeito de praticar assaltos contra alunos de colégios do Batel e Bigorrilho, Jonas Alves Chaves, o “Chibiu”, 20 anos, foi preso na manhã de ontem, por policiais do serviço reservado do Comando de Policiamento da Capital (CPC).

Encaminhado ao 3.º DP (Mercês), o suspeito foi reconhecido por cerca de 15 estudantes. A polícia tentar localizar e prender outros marginais que atuam na área.

Foi a diretoria da escola que chamou a polícia, há cerca de uma semana. “As vítimas são principalmente meninas, por serem alvos mais fáceis”, disse um dos policiais que participaram da prisão de Jonas. Grande parte dos assaltos acontece perto da 7h, quando os estudantes chegam às aulas.

Os pais dos adolescentes reclamaram da falta de policiamento nas imediações do Positivo Júnior. “Meu filho já foi roubado duas vezes. Nós caminhamos quatro quadras para chegar até o colégio e nunca encontramos policiais no caminho”, reclamou Márcia Helena.

De acordo com relatos das vítimas, em alguns casos, os criminosos chegam a abordar quatro a cinco alunos de uma só vez. “Normalmente roubam aparelhos celulares, eletrônicos, tênis e dinheiro”, disse Márcia.

Campana

Após receber as denúncias, policiais do serviço reservado do CPC realizaram campana nas proximidades da Praça da Ucrânia e conseguiram identificar alguns suspeitos.

“Uma vítima percebeu a presença de Jonas na rua e nos chamou. Fizemos a abordagem e levamos o suspeito para a delegacia, onde foi reconhecido por vários adolescentes”, explicou o policial, que não pode ser identificado. Jonas já tinha antecedentes criminais por roubo e estava em liberdade provisória. Ele negou as acusações.