Foto: Divulgação
"Mula" ainda não expeliu
todas as cápsulas.

Para não ser flagrado portando drogas, Eli P.F., 29 anos, ingeriu um quilo de cocaína, distribuídos em 100 cápsulas de dez gramas. A tática não adiantou e ele foi surpreendido por policiais federais, assim que chegou na Rodoviária de Curitiba na tarde de quarta-feira. Eli foi preso junto com José A.A., 32.

De acordo com a Polícia Federal, o esquema foi descoberto por meio de denúncia anônima, que contava que um homem viria do Mato Grosso, com cocaína no estômago, e que seria apanhado por um comparsa (José) na rodoferroviária, com um Passat. Os agentes iniciaram a investigação e identificaram dois suspeitos. Eles descobriram ainda que José morava na Cidade Industrial.

No momento em que Eli ia embarcar no veículo foi feita a abordagem. Diante dos policiais, ele sentiu náuseas e fortes dores na barriga e confessou que havia ingerido a droga. Eli foi encaminhado ao pronto-socorro e José à sede da Superintendência da Polícia Federal.

Segundo a polícia, a radiografia confirmou a ingestão das cápsulas. Até a tarde de ontem, Eli continuava internado em um hospital de Curitiba, sob observação médica, já que ainda não expeliu todas as cápsulas.

Para a polícia, os presos admitiram que foram contratados para transportar a droga de Campo Grande (MS) para Curitiba pelo valor de R$ 50 mil.