O “quartel general” de uma das principais quadrilhas de roubo de cargas em Curitiba e região metropolitana foi desmantelado por investigadores da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC), na manhã de ontem.

Dois homens foram presos. Há suspeitas que a quadrilha era liderada por Valmir Marafon, 47 anos, assassinado dentro de um lava-car, na Avenida Senador Salgado Filho no início do mês passado.

O barracão fica na Rua Major Vicente de Castro, Vila Fanny, e tem mais de 500 metros quadrados de espaço só para armazenamento das cargas que podem custar até R$ 3 milhões.

Foram apreendidos carregamentos inteiros de peças industriais, de filtros de óleo de caminhões, cadeiras de dentista, bebedouros, alimentos, rolos de solda, cabos e equipamentos de fábricas. Uma bomba injetora, usada para fabricação de artefatos de plástico, avaliada em quase meio milhão de reais, também estava no depósito.

Caminhões

Ainda foram apreendidas peças de um caminhão ,que estava carregado com sucata de alumínio quando foi roubado, na semana passada, na região metropolitana.

Uma empilhadeira era usada para descarregar os caminhões e organizar os produtos. “O local funcionava como depósito de sucata, por isso, a vizinhança não desconfiou. Há várias marcas de óleo no chão, que indicam a passagem constante de caminhões”, relata o delegado Cassiano Aufiero, titular da DEDC.

No endereço, foram presos Cleiton Avelino Bedin, 27 anos, e Diego Luis Batista da Silva, 20. Eles informaram que conheceram o proprietário do barracão em um posto de gasolina e foram contratados apenas para limpar o terreno. Ainda assim, foram autuados por receptação e encaminhados à carceragem da DEDC.

Novas prisões devem ser feitas nos próximos dias. “Vários boletins de ocorrência foram parcialmente elucidados com essas apreensões, mas ainda precisamos estudar a forma que a quadrilha atuava, para onde iam as cargas e como eles roubavam os caminhões”, explica o delegado.