Alex e Érico já estão presos.

Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil, prendeu e identificou integrantes da quadrilha que assaltou a agência da Vila Hauer do banco HSBC, no último dia 27 de maio. Mais de R$ 111 mil foram levados pelos ladrões. Segundo o que foi apurado pelos policiais, o grupo era formado por Alex Batista de Oliveira, 21 anos; Érico Augusto da Silva, 31; Olívio Gonçalves Júnior, conhecido como “Cunha”, e outros dois homens, identificados apenas como Cláudio e “Psicopata”.

Dois deles estão presos na sede do Cope. Alex, que já estava detido por porte ilegal de arma de fogo, nega participação no crime, mas segundo o delegado Marco Antônio de Góes Alves, foi reconhecido como um dos assaltantes e já foi indiciado. Érico foi preso ontem e não nega envolvimento no assalto. Teria até auxiliado o trabalho dos investigadores, ajudando a identificar os comparsas. Ele cumpria pena por furto e, em maio, havia passado para o regime aberto.

Foragidos

Os demais integrantes do bando estão foragidos. As investigações apontam que “Cunha” era o líder da quadrilha. De posse de uma arma de fogo, ele “rendeu” o segurança do banco, que na realidade estava envolvido com o crime, assim como clientes que chegavam à agência. Alex, Érico e “Psicopata” entraram no banco em seguida e, também armados, recolheram o dinheiro. Cláudio os esperava do lado de fora, com um Vectra que foi usado na fuga.

Segundo o delegado Alves, a prisão de “Cunha”, Cláudio e “Psicopata” é questão de dias. O vigilante que ajudou no assalto era suspeito de ter roubado um computador portátil da agência e foi preso em flagrante por policiais do 10.º DP, mas já está em liberdade por ordem da Justiça. A polícia diz que ele passou aos criminosos todas as informações sobre o funcionamento da agência e, por telefone, confirmou a chegada dos malotes com o dinheiro.

Quem tiver qualquer informação que auxilie na prisão dos assaltantes foragidos deve entrar em contato com o Cope, pelo telefone 224-9496.