O Grupo Honre (Homicídios não resolvidos), da Delegacia de Homicídios de Curitiba, elucidou um assassinato ocorrido em 2006, que vitimou João Tregentino Xavier Simões, 41 anos. Ele foi morto pelo enteado, Ricardo Simões, 28. Ao retomar o caso, a polícia descobriu que, embora o autor tivesse confessado o crime, ele não foi responsabilizado.

“O João foi encontrado morto, com sinais de espancamento, nas cavas do Rio Iguaçu. Em seguida, o enteado da vítima confessou que cometeu o crime porque João batia em sua mãe”, afirmou o delegado Rubens Recalcatti. “Ele estava em liberdade como se nada tivesse acontecido. Agora levantamos novamente este crime e ele terá que responder pelo que fez”, explicou.

O caso será encaminhado ao Ministério Público e Ricardo será indiciado pelo homicídio.