O delegado Sebastião dos Santos Neto, da Delegacia de Homicídios, informou que já possui o apelido de dois suspeitos de ter participado da morte do estudante do 2.º ano de Direito, Adriano Braz Pereira Gomes, 23 anos. O jovem foi morto com quatro tiros após sair de uma lanchonete na Rua João Falarz, Campo Comprido, às 3h de sábado. De acordo com o delegado, os suspeitos de ter atirado são conhecidos apenas por Luciano e “Magrão” e agora a polícia corre atrás da identificação oficial desses nomes. Após o homicídio, a P-2 (serviço reservado da PM) consegui deter três pessoas que também vão ser averiguadas.

Crime

Segundo o registro do boletim de ocorrências, Adriano havia ido visitar um amigo, em Campo Comprido, mas faltou cerveja no meio da noite e os dois resolveram reabastecer a geladeira. Foram até a lanchonete, onde, segundo informações, teriam se desentendido com um grupo de oito pessoas, entre elas duas mulheres. Adriano estava com mais cinco amigos e a confusão se deu entre as duas turmas. Tudo parecia ter se acalmado com a saída de Adriano e seus amigos, mas após terem rodado cerca de três quilômetros, o Fiat Elba onde estavam foi cercado por um Fusca branco e um Uno escuro.

De um dos carros saíram os assassinos e dispararam várias vezes contra Adriano.