Uma quadrilha de São Paulo apostava na fragilidade das pessoas em frente a caixas eletrônicos para arrecadar dinheiro. Assim era a estratégia de Thomaz Raphael Correa Santos, 35 anos, Thais Rocha de Souza, 31 anos, e Silvonete da Silva, 62 anos, presos na última sexta-feira (18) pela Polícia Civil em um shopping na região central de Curitiba. O estabelecimento não foi revelado pela polícia.

+Caçadores! Casa de carnes de Curitiba distribui ossos naturais pra alegrar a vida de cachorros!

O trio instalava uma espécie de dispositivo em caixas eletrônicos que prendia o cartão do cliente. Aí uma pessoa da quadrilha se aproximava da vítima com o objetivo de “ajudar”. O cliente do banco digitava a senha e a pessoa má intencionada ficava de olho na digitação. Ao desistir de recolher o cartão que está preso na máquina, a vítima ia embora e quem ficava com o produto era a quadrilha paulista.

Equipamento instalado no caixa eletrônico prendia o cartão da vítima. Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná.
Equipamento instalado no caixa eletrônico prendia o cartão da vítima. Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná.

+Leia mais! Chuva não dá trégua neste começo de semana! Veja a previsão!

“Eles ganham a vítima e até passam um numero telefone para entrar em contato. Do outro lado da linha, tem outro membro da organização que pega vários dados e pede até a senha”, disse o delegado Guilherme Dias, da Delegacia de Estelionato de Curitiba.

Alerta

Quem tiver problemas com cartões retidos devem procurar a polícia. “São 5 vítimas até agora e contamos com a colaboração da população. Temos cartões conosco de pessoas que ainda não nos procuraram”, ressaltou Dias.

Orientação aos clientes

Caso o cliente tenha alguma dificuldade em caixas eletrônicos, a orientação é para que procure alguém do banco na hora. “Entre em contato com o banco para fazer o cancelamento. Isto vai inibir a ação destas pessoas”, concluiu o Delegado.

Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná.
Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná.

Chuva forte no litoral provoca alagamentos e deixa moradores em alerta