enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Golpistas

Dupla é presa por vender falsos produtos apreendidos pela Receita

Dois suspeitos de se passarem por auditores da Receita Federal para aplicar golpes foram presos nessa quinta

  • Por Alex Silveira
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois suspeitos de se passarem por auditores da Receita Federal para aplicar golpes em terceiros, vendendo falsas mercadorias apreendidas pela Receita, foram presos e apresentados nesta quinta-feira (24). José Ricardo do Nascimento, 59 anos, e André Luiz Scheffer, 45 anos, teriam causado um prejuízo de R$ 500 mil para as vítimas. A Polícia Civil (PC-PR) investiga o caso desde dezembro de 2018, sendo que golpes recentes foram aplicados em janeiro de fevereiro de 2019. Os dois agiam em várias regiões do Brasil.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Conforme apurado, eles intitulavam-se servidores da Receita Federal, mas não eram, e anunciavam na internet supostos produtos apreendidos pelo órgão. A dupla dizia ter fácil acesso a mercadorias e prometia um valor extremamente abaixo do mercado. Para dar mais credibilidade ao golpe, os suspeitos apresentavam falsos documentos em nome da Receita Federal.

Os dois marcavam de se encontrar com as vítimas em frente ao prédio da Receita Federal, no Centro de Curitiba, às vezes dentro do saguão comum do prédio, ou em frente a locais como a prefeitura, para dar legitimidade ao disfarce. “A dupla se apresentava de terno, tinha distintivo da Receita Federal e, por estar nesses locais, induzia as vítimas a acreditar que os dois tinham relação com a Receita Federal”, disse o delegado Emmanuel David, da Delegacia de Estelionatos da capital.

Segundo a polícia, eles ofereciam desde produtos alimentícios, de informática e até cabelo humano abaixo do preço de mercado. Depois da falsa apresentação, as vítimas eram levadas para algum shopping com o objetivo de negociar os valores a serem pagos pelas mercadorias que sequer existiam. “Acreditando que estavam fazendo a compra, as vítimas faziam transferências para as contas bancárias indicadas, de laranjas, mas não recebiam os produtos”, completou o delegado. Mais tarde, as vítimas voltavam na Receita Federal para encontrar os dois, mas sem sucesso.

De acordo com as investigações da PC-PR, há relato de vítimas de diversos estados do país, como Rio de Janeiro (RJ) e Sergipe (SE). Uma das vítimas teria vindo de Aracaju para a Capital, com o intuito de comprar cabelos.

Os dois homens, um natural do Rio Grande Sul (RS) e o outro de São Paulo (SP), responderão por estelionato e estão em Curitiba, onde estão presos à disposição da Justiça. A Polícia investiga outras pessoas que poderiam estar envolvidas no golpe.

Homem morre ao cair em córrego após parar pra ‘fazer xixi’

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Dupla é presa por vender falsos produtos apreendidos pela Receita"


Tiago Ribas
Tiago Ribas
3 meses 23 dias atrás

A ganancia deixam as pessoas cegas, só faltou assinar um talão de cheque em branco e deixar a senha do cartão para os golpistas kkkkkkk

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas