Um homem de 61 anos foi achado morto na manhã desta segunda-feira (18) na marquise de uma agência bancária da Avenida do Batel, no bairro Batel, em Curitiba. A Polícia Militar (PM) trata a situação como provável morte natural, mas a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar.

Conforme apurou a reportagem o homem vivia na rua, constantemente reclamava do frio e teria ganhado cobertores de algumas pessoas. O corpo foi achado por um colega, que percebeu que o idoso não tinha levantado.

Segundo quem conhecia o homem, ele consumia cachaça, até mesmo para se aquecer. De qualquer maneira, ainda não é possível afirmar se ele morreu em decorrência do frio ou se sofreu um mal súbito por algum problema que já enfrentava. A equipe da Polícia Científica deve fazer a análise e o Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba vai apontar qual foi a real causa da morte.

Lixão clandestino