Uma troca de tiros durante uma tentativa de assalto a uma loja de uma grande rede no bairro São Braz, em Curitiba, terminou com a morte de um dos suspeitos, na noite de quarta-feira (9). A ocorrência foi por volta das 19h30, na Avenida Toaldo Túlio, e a Polícia Militar (PM) foi acionada por uma pessoa que passava na rua. Um segundo suspeito foi baleado e preso. Segundo a PM, os dois criminosos estavam armados e seriam adolescentes. A polícia chegou no exato momento em que os suspeitos levavam os clientes e funcionários para o fundo da loja. A troca de tiros começou na abordagem dos dois, quando um deles reagiu.

+Caçadores! Idoso de 90 anos esbanja saúde e vitalidade; saiba o segredo!

Segundo o tenente Sanches, do 12º Batalhão da PM, a equipe foi avisada por uma pessoa que estava do lado de fora da loja. Ela percebeu a ação dos suspeitos e isso favoreceu o flagrante. “Entramos na loja e havia uma mulher e um homem juntos. No início, achamos que os dois eram clientes, mas pela reação da mulher foi possível entender que ele era um dos suspeitos. Nós fizemos a abordagem, procuramos falar com ele, porém, a arma foi sacada na direção dos policiais e não houve outra forma de ação senão reagir de forma proporcional à ameaça. O homem veio a óbito na hora”, disse o tenente.

Confronto ocorreu dentro da loja. Em pânico, clientes correram para o fundo da loja.
Confronto ocorreu dentro da loja. Em pânico, clientes correram para o fundo da loja.

Ainda de acordo com as informações da PM, o outro suspeito também reagiu e foi baleado na perna. “Ele foi encaminhado ao Hospital Evangélico. Ele nos indicou que os dois seriam adolescentes. Isso ainda será verificado no sistema, já que essas pessoas não costumam carregar documentos”, apontou Sanches. Ninguém mais ficou ferido.

+Viu essa? Motorista provoca acidente cinematográfico em Curitiba e desaparece!

Devia ter ficado em casa!

A mulher que estava na loja com o suspeito, quando a PM chegou, disse que clientes e funcionários foram obrigados a ir para o fundo da loja. Ela só não foi porque teve que pegar o filho. O menino brincava entre as prateleiras do estabelecimento. “Eu não entendi o que estava acontecendo. Achei que a loja estava fechando e que, por isso, era para nos dirigirmos até o fundo. O homem veio até mim para pedir que eu fosse com os outros, mas eu não fui. Disse que tinha que pegar meu filho. Nessa hora, percebi que ele estava armado e que era um assalto. A polícia chegou nessa hora, falou com ele, mas ele reagiu pegando a arma”, contou.

A testemunha preferiu não se identificar, mas disse que só conseguia pensar na mãe dela. “Ela disse para eu não sair de casa. Eu sabia que a loja estava fechando, vim comprar um presente para o dia das crianças, mas não me dei conta de que poderia ser perigoso neste horário”.

+Leita também! Justiça libera Cristiana Brittes da tornozeleira e solta três réus do caso Daniel

Após a ação policial, o local foi isolado e o Instituto Médico Legal foi acionado para recolher o corpo. Uma perícia também foi feita e o caso será investigado. A PM informou que os suspeitos chegaram até o local em um veículo com indicativo de furto. Os dois suspeitos podem ter participado de mais assaltos pela região.

*Com informações do repórter fotográfico Lineu Filho!

assalto3

Homem atira na ex-mulher e depois tenta se matar na frente dos filhos em Curitiba