A  Prefeitura do Rio e o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) divulgarão hoje a programação cultural da passagem pela tocha olímpica pelas ruas da cidade, no dia 13 de junho. Um show com mais de trinta artistas encerrará o evento, no mesmo dia, na Praia do Flamengo.

Pela primeira vez na história uma cidade da América do Sul é indicada para o revezamento da tocha olímpica. A chama, procedente da Cidade do Cabo, na África do Sul, será trazida pelo presidente do COB, Carlos Arthur Nuzmann, até à Base Áerea do Galeão, de onde será transportada de helicóptero até o gramado do Estádio do Maracanã. No local, a tocha será acesa. Pelé, escolhido o atleta do século XX, iniciará a marcha.

Ao todo, 120 pessoas conduzirão a tocha olímpica. O jogador Ronaldo Nazario, o Ronaldinho, será o último participante do revesamento, levando a tocha até o palco montado na Praia do Flamento, por volta das 16h50.

Apesar de o percurso final não estar concluído, os organizadores já definiram os dezessete bairros por onde os condutores passarão: Maracanã, Rio Comprido, Centro, Lapa, Glória, Catete, Largo do Machado, Botafogo, Jardim Botânico, Lagoa, Gávea, Leblon, Ipanema, Copacabana, Urca, Botafogo e Flamento.