A CPI da Petrobras na Câmara remarcou o depoimento do empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC, para a próxima terça-feira, 15, às 14h. Inicialmente, Pessoa compareceria à comissão nesta quarta-feira, 9. No entanto, devido ao feriado em Curitiba ontem, 8, o juiz Sérgio Moro não pôde assinar a liberação do empresário para depor em Brasília.

A CPI também marcou para o próximo dia 22 o depoimento de Venina Velosa da Fonseca, ex-gerente-executiva da Diretoria de Refino e Abastecimento da Petrobras.

No mesmo dia, prestarão depoimento Sandra Raphael Guimarães, funcionária da UTC, e Roberto Mendes e Giorgio Martelli, da empresa Saipem.

No dia 17, às 9h30, serão ouvidos Walter Torre Júnior, presidente da WTorre; Kenji Otsuki, executivo do Banco Shahin; e Frank Geyer Abubakir, diretor-presidente, acionista e controlador da Unipar Carbocloro S.A.

No dia 22, às 14h, serão ouvidos Daniel Feffer e David Feffer, da Suzano Papel e Celulose, e Venina.

Para o dia 24, às 9h30, estão previstos os depoimentos dos executivos da Petrobras Gustavo Freitas, Vitor Tiago Lacerda e Marcos Guedes Gomes Morais.