A Petrobras informou que, por volta das 5h, desta terça-feira, foi registrado um acidente na sonda de perfuração Ocean Yatzi, de propriedade das empresas Diamond Offshore e Brasdril Sociedade de Perfuração Ltda. Durante a descida do equipamento submarino no poço, houve despressurização repentina na linha flexível utilizada para injeção de fluidos causando movimento brusco e atingindo cinco empregados que trabalhavam no local.

A sonda, contratada pela Petrobras, e que opera no Campo de Barracuda, na Bacia de Campos – a cerca de 160 km da costa de Macaé – está com a situação operacional normal, não apresentando nenhum risco para as pessoas e o meio ambiente.

Os empregados envolvidos no incidente são: Erialdo Moraes Guilherme (plataformista, 38 anos); Gézio Borlot (assistente de torrista, 35 anos); Fábio Monteiro Francisco (plataformista, 35 anos), da Brasdril Sociedade de Perfuração Ltda.; Sandro Benjamin Viana (técnico de Árvore de Natal Molhada – ANM, 34 anos), da empresa Cooper Cameron do Brasil Ltda. e Márcio Volpato dos Santos (operador de manifold, 26 anos), da Schlumberger Serviços de Petróleo Ltda.

Com fraturas e ferimentos leves, os empregados foram prontamente atendidos na própria Ocean Yatzi, antes da chegada de um helicóptero-ambulância que os levou para clínicas em Campos. Nenhum deles corre risco de vida. Gézio Borlot já foi liberado e os outros continuam internados com quadro de saúde estável.

A Petrobras constituiu comissão de investigação com representantes das empresas contratadas envolvidas.