Seis novos casos de coronavírus foram confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa), nesta terça-feira (17). As novas confirmações ocorreram em Cianorte, Campo Largo, Curitiba, Pinhais e Londrina. Ao todo, no estado, já são 12 pacientes diagnosticados com a doença.

LEIA MAIS – Greca chora ao decretar emergência por coronavírus: “É triste desligar Curitiba”

Ainda segundo a Sesa, não há registro de contágio comunitário, todos os casos até agora são considerados importados. A Secretaria não atualizou o número de casos suspeitos e descartados. No entanto, o dado divulgado hoje pelo Ministério da Saúde, aponta que há 240 suspeitos no Paraná – quase três vezes mais do que o boletim anterior (85).

Pacientes

Ainda de acordo com o boletim da Sesa, as pessoas que estão infectadas em Curitiba com o novo coronavírus são um homem de 28 anos e uma mulher de 26, que viajaram para São Paulo. O caso confirmado em Campo Largo é de uma mulher de 62 anos que esteve na Itália. Já em Pinhais, a confirmação refere-se a um homem de 27 anos que esteve em um evento de uma multinacional, com um palestrante da Espanha e pessoas de diversos estados do país.

VEJA TAMBÉM – Não é só o coronavírus! Hábitos de higiene evitam várias doenças e servem pra vida toda

No interior do Paraná, a paciente de Cianorte é uma mulher de 62 anos, que esteve nos Emirados Árabes em fevereiro. Ela está em isolamento domiciliar depois de ter sido hospitalizada. Seu quadro clínico é considerado moderado. Já em Londrina, trata-se de uma mulher de 52 anos que viajou para a Itália.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: