O concurso 667 da Mega Sena, que vai pagar o maior prêmio deste ano, previsto em R$ 34 milhões, será sorteado hoje, às 20h, em Pirapora, Minas Gerais. O prêmio está acumulado há nove concursos e mexe com a criatividade dos apostadores. Segundo Auxílio Suguimoto, da Loterias Muricy, com este valor, o movimento de apostas aumenta em torno de 30 a 40%, principalmente com os apostadores que só fazem jogos quando o prêmio é alto. ?Todo mundo tem sonho e quer dar um chute na miséria. Carros, viagens … muita coisa bonita passa pela cabeça do apostador. A maioria diz que vai ajudar parentes?, comenta o lotérico.

Segundo André Baú, consultor de loterias da Caixa Econômica, 700 mil apostas foram realizadas até a tarde de ontem, número que tende a triplicar ou quadruplicar com a proximidade do dia do sorteio. O Paraná é o terceiro maior Estado em entrega de prêmios da Mega Sena, totalizando 19 sortudos, e o quinto em arrecadação de apostas. O primeiro colocado é São Paulo, com 50 prêmios entregues.

1999 foi o ano mais pé-quente da história das loterias, com os dois maiores prêmios da Mega Sena. O primeiro foi de quase R$ 65 milhões, em 10 de outubro, no concurso 188, para um baiano de Salvador. O segundo maior sortudo foi de Campo Grande, que embolsou os R$ 51 milhões do concurso 191, do dia 30 de outubro.

Dia do Lotérico

Hoje é dia do revendedor lotérico, que segundo Suguimoto, surgiu na década de 70. Com o trabalho das casas de apostas, a Caixa Econômica Federal movimenta cerca de R$ 400 milhões no semestre. O lucro líquido chega a aproximadamente R$ 280 milhões com transações financeiras e R$ 78 milhões com jogos. ?Grandes colaboradores da economia nacional, os profissionais lotéricos são a ponte entre os sonhos da população e a concretização deles?, analisa.