O Paraná, sobretudo a região Leste, está em uma situação crítica de falta de medicamentos para pacientes internados com a covid-19, disse, nesta quarta-feira (22), o secretário estadual da Saúde. A declaração de Beto Preto foi dada em entrevista à Associação de Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp). De acordo com o secretário, o estado viu o uso de sedativos para intubação aumentar 500% neste período.

+Leia mais! Paraná registra novo recorde de mortes por coronavírus e anuncia já ter mais de mil leitos de UTI

“O estoque de medicamentos aqui no Paraná era previsto para seis meses. Tudo foi consumido em 35 dias. (…) Estamos no limite para encontrar medicamentos, e consequentemente, temos dificuldade de manter os pacientes intubados e sedados”, destacou. Beto Preto ressaltou que o estoque atual será suficiente para “três ou quatro dias” e que uma nova remessa depende de compra feita pelo Ministério da Saúde.