Um passageiro que estava em um voo da Turkish Airlines afirmou que tinha uma bomba e tentou forçar o caminho até a cabine do piloto na aeronave, em um voo que seguia ontem de Oslo, na Noruega, para Istambul. Ele acabou, porém, imobilizado e o avião pousou em segurança na Turquia, informou a mídia local.

Ninguém ficou ferido no incidente. O homem foi preso após a chegada do avião ao Aeroporto Internacional Ataturk, às 21h30 (hora local) de ontem. A polícia afirmou que o homem não tinha nenhum explosivo, informou a agência Anatólia.

A agência afirmou que o homem começou a gritar ameaças na aeronave, após colocar uma máscara de esqui, e exigiu que o avião retornasse para Oslo. Apesar disso, dois outros passageiros acabaram imobilizando-o, segundo a Anatólia.

O homem foi identificado como Cuma Yasar, de 40 anos. A agência informou que o homem portava um cartão identificando-o como uma pessoa com problemas de saúde. Não foram divulgados mais detalhes sobre o caso. O Boeing 737-800 levava 60 passageiros, incluindo uma criança, e sete tripulantes. As informações são da Associated Press.