O líder opositor venezuelano Juan Guaidó anunciou que o mecanismo de diálogo com o governo de Nicolás Maduro, mediado pela Noruega, “se esgotou”, diante da negativa da delegação chavista de voltar à mesa de negociações.

As conversas em busca de saídas para a grave crise política e econômica venezuelana, que começaram na Noruega e se transferiram para Barbados, estão congeladas desde 7 de agosto por decisão do governo. “Maduro abandonou o processo de negociação com desculpas falaciosas”, disse Guaidó.

“Aqueles que usurpam o poder, bloquearam uma saída pacífica, rechaçando discutir uma proposta sensata feita por nossa delegação para pôr fim ao conflito.” (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.