Dois motoristas e sete funcionários da empresa Ecopetrol, que está construindo um gasoduto na região de Arauca, na Colômbia, foram libertads hoje após terem sido sequestrados na última terça-feira, segundo informações da imprensa local.

O ministro colombiano da Defesa, Juan Carlos Pinzón, confirmou a libertação dos nove reféns e explicou que este é o resultado de numerosas operações das forças de segurança que estão sendo realizadas no país nas últimas 24 horas. “Agora resta saber quem são os responsáveis” pelo sequestro, revelou.

Na área onde os homens foram raptados atuam os grupos guerrilheiros Exército da Libertação Nacional (ELN) e Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), sendo que o último grupo anunciou no domingo que abandonaria de forma definitiva a prática de sequestro de civis.