Autoridades americanas acreditam que um incêndio florestal que consumiu mais de 15.380 hectares de terras e destruiu 21 casas na semana passada foi causado por um menino que brincava com fósforos. A sargento Diane Hecht, do condado de Los Angeles, afirmou que o menino admitiu ter causado um incêndio em 21 de outubro nas proximidades de Agua Dulce. Fortes ventos secos e quentes espalharam rapidamente as chamas.

"Ele admitiu que estava brincando com fósforos e acidentalmente provocou um incêndio", declarou Hecht. A identidade e a idade do menino não foram divulgadas. O garoto continua sob tutela dos pais e o caso será enviado para apreciação da promotoria pública local, prosseguiu Hecht.

Na semana passada, cerca de 15 incêndios florestais mataram 14 pessoas, destruíram mais de 2.100 residências e arrasaram 2.095 quilômetros quadrados de florestas numa faixa que vai de Los Angeles à fronteira com o México. Cinco pessoas foram presas sob suspeita de iniciar incêndios criminosos, apesar de nenhuma delas ter sido ligada aos piores casos. Mais de uma semana depois, ainda há quatro focos que ainda não foram apagados. Os bombeiros californianos continuavam hoje combatendo as chamas.