Depois de perder a confiança na capacidade da Tokyo Electric Power Co(Tepco) para lidar com o vazamento de água contaminada na usina nuclear de Fukushima, o governo do Japão vai intervir com uma ajuda financeira, disse o ministro de Economia, Comércio e Indústria do país, Toshimitsu Motegi.

“Essa questão da água contaminada em Fukushima não será resolvida se nós deixarmos para a Tepco”, afirmou Motegi. “Nós vamos ter um papel ativo tanto no reforço de pessoal quanto para cobrir os custos”, completou.

O ministro não especificou a quantidade de dinheiro que o governo planeja gastar, mas indicou que o governo pretende decidir isso em conjunto com o Ministério da Fazenda.

A decisão aconteceu depois que operadores da usina nuclear do Japão confirmaram na semana passada que cerca de 300 toneladas de água altamente radioativa vazaram dos tanques de armazenamento do líquido usado para resfriar os reatores da central.

Segundo Motegi, o vazamento “poderia ter sido evitado” se a Tepco tivesse sido mais cuidadosa. “Esse vazamento tem que ser tratado o mais rápido possível. Decidimos que o governo vai intervir e ajudar a construir escudos de gelo no subsolo para bloquear a água subterrânea que flui para os reatores”, concluiu o ministro. Fonte: Dow Jones Newswires.