A Corte Constitucional da Itália decidiu nesta quarta-feira que são necessárias apenas modificações na lei eleitoral do país, o que pode abrir caminho para eleições já no segundo semestre desse ano ou mesmo em junho.

Em uma decisão bastante aguardada, a mais alta corte do país manteve a maior parte da lei, rejeitando apenas alguns aspectos, como o voto em segundo turno.

A decisão facilita as negociações entre os partidos políticos, o que pode adiantar as eleições no país, originalmente agendadas para o início de 2018. Fonte: Dow Jones Newswires.