Pelo menos 17 pessoas morreram na passagem do ciclone Phailin, durante a noite, pela costa leste da Índia. Cerca de um milhão de pessoas tiveram de deixar seus lares, disse neste domingo Pradipta Kumar Mohapatra, funcionário do governo local.

Um número estimado de 860 mil pessoas deixaram o Estado de Orissa e pelo menos 100 mil abandonaram o Estado vizinho de Andhra. “Talvez tenha sido a maior operação de retirada de pessoas da história”, afirmou Mohapatra.

Ventos de mais de 200 quilômetros por hora e forte chuva atingiram a região durante a noite, deixando milhões de pessoas sem luz e causando danos generalizados.

Em meio a temores de uma catástrofe, autoridades locais atribuíam hoje o número relativamente baixo de vítimas à retirada em massa da população das áreas afetadas. A expectativa, porém, é de que o número de mortos aumente à medida que as águas baixarem e as operações de resgate evoluírem.

Em 1999, um ciclone forte como o Phailin deixou cerca de 10 mil mortos em Orissa. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.